Alto nível de HbA1c na infância aumenta o risco de morte prematura no adulto com diabetes tipo 1

 Jovens adultos com diabetes tipo 1 tiveram quase três vezes mais chances de morrer antes dos 30 anos se tivessem um controle metabólico deficiente durante a infância.

Jovens adultos com diabetes tipo 1 tiveram quase três vezes mais chances de morrer antes dos 30 anos se tivessem um controle metabólico ruim durante a infância, de acordo com os resultados de um estudo sueco.

“A mortalidade de adultos jovens com diabetes tipo 1 na Suécia foi claramente elevada”, disse John Samuelsson, MD, estudante de doutorado no departamento de medicina clínica e experimental, divisão de saúde da criança e da mulher, Universidade Linköping, Suécia, ao Healio. “Nesta amostragem jovem, o principal motivo de morte por diabetes foram complicações agudas da doença. Para esses adultos, a HbA1c foi significativamente elevada na infância”.

Samuelsson e colegas analisaram dados de 12.652 adultos jovens com 29 anos ou menos, usando informações do Registro Sueco de Qualidade em Diabetes Pediátrico de 2006 a 2014. Os pesquisadores mesclaram dados com o Registro Sueco de Causa de Morte e calcularam taxas de mortalidade padronizadas (SMRs) usando o Statistics Sweden, registro oficial da população sueca.

Os pesquisadores identificaram 68 óbitos entre 2006 e 2014 (36 homens), com 38,2% registrados devido a complicações agudas do diabetes, como hipoglicemia ou cetoacidose diabética.

Criança com diabetes 2019

O SMR geral foi de 2,7 (IC95%, 2,1-3,4), com um SMR estratificado por sexo de 2 para homens (IC95%, 1,4-2,7) e 4,4 para mulheres (IC95%, 3,1-6,2). SMR também aumentou com a idade; entre a faixa etária mais antiga (25 a 29 anos), a SMR foi de 6,3 (IC 95%, 3,4-10,7).

Os adultos que morreram de diabetes tiveram uma HbA1c média de 8,9% durante a infância versus uma HbA1c de 7,8% entre os adultos ainda vivos ( P < 0,001).

Os pesquisadores observaram um “aumento considerável do risco” de morrer devido ao diabetes entre adultos com pouco controle metabólico durante a infância.

“O alto nível de HbA1c na infância é um fator de risco para morte prematura”, disse Samuelsson, também pediatra do departamento de pediatria do Ryhov County Hospital em Jönköping, Suécia. “Esse fato reforça a necessidade das equipes de diabetes identificarem essas pessoas e oferecerem atendimento individualizado para melhorar a HbA1c. A conquista precoce e a manutenção de um bom controle metabólico é essencial para evitar a morte prematura devido ao diabetes”.

Samuelsson acrescentou que, à medida que o tratamento do diabetes melhora, são necessários estudos sobre o efeito de monitores contínuos de glicose e tratamentos melhorados da bomba de insulina sobre o risco de mortalidade.


https://www.healio.com/


Similar Posts

Topo