Estudo de 25 anos mostra que a incidência de diabetes tipo 1 está aumentando em mais de 3% ao ano na Europa

O número de novos casos de diabetes tipo 1 subiu 3,4% em toda a Europa em crianças, de acordo com novos números. 

O relatório contrasta com outros dados recentes que sugerem uma desaceleração desse aumento em alguns países, enquanto outros relatos descreveram variações na incidência entre as idades de 4 a 6 anos. 

Este novo relatório foi coordenado pelo professor Chris Patterson, do Centro de Saúde Pública da Universidade de Queen, em Belfast, no Reino Unido. 

Patterson diz que é preciso melhorar ainda mais as causas ambientais do diabetes tipo 1, bem como as interações gene-ambiente que podem levar à progressão da doença. 

Ele acrescentou que, “os esforços devem continuar a melhorar a qualidade dos cuidados para ajudar a reduzir as complicações a longo prazo e mortes relacionadas com diabetes” .

O estudo de 25 anos analisou as taxas de incidência em 22 países europeus entre 84.000 crianças. Os resultados mostraram que houve aumentos em todos, mas dois centros de saúde entre as crianças até aos 14 anos. 

“Apesar do esforço em tentar prevenir o diabetes tipo 1, ou pelo menos retardar o seu início, devemos nos preparar para um número crescente de crianças em toda a Europa sendo afetadas”. 

“Métodos aprimorados de administração de insulina devem ajudar a controlar melhor os níveis de açúcar no sangue e, assim, reduzir as complicações e mortes relacionadas ao diabetes, mas funcionários dedicados serão necessários para educar, treinar e motivar essas crianças, se quiserem obter os melhores resultados”.

No Reino Unido, cerca de 10% das pessoas com diabetes têm diabetes tipo 1. O relatório do Prof Patterson sugere que, se as tendências atuais continuarem, a condição poderá dobrar em toda a Europa em 20 anos. 

Apesar dos resultados, Patterson disse que a pesquisa não é conclusiva e que mais “monitoramento” precisa ser realizado. No entanto, qualquer aumento na incidência terá implicações significativas para os serviços de saúde em termos de planejamento e prestação de cuidados de saúde. 

As conclusões foram publicadas online na Diabetologia.

 

https://www.diabetes.co.uk/


Similar Posts

Topo