Estudo conclui que uso de antibióticos na gravidez não está associado ao desenvolvimento do diabetes tipo 1 em crianças

Tomar antibióticos durante a gravidez não aumenta o risco da criança desenvolver diabetes tipo 1, disseram pesquisadores. 

O trabalho foi realizado porque estudos anteriores descobriram evidências ligando a exposição precoce a antibióticos e diabetes tipo 1 na infância

O estudo dinamarquês rastreou os dados de saúde de mais de 92.000 crianças que nasceram entre 1996-2002. As crianças foram monitoradas por uma média de 14 anos. 

A equipe de pesquisa cruzou as mulheres que tomaram antibióticos durante a gravidez com o número de crianças que desenvolveram diabetes tipo 1. Eles também analisaram vários tipos diferentes de antibióticos e quando foram tomados ao longo dos três trimestres da gravidez. 

No final do período do estudo, nenhuma evidência foi encontrada para sugerir que os antibióticos aumentassem o risco de diabetes tipo 1 nas crianças. Nem o trimestre da gravidez nem o tipo de antibiótico estavam ligados a qualquer risco aumentado. 

Respondendo aos resultados, JDRF disse: “Estes resultados oferecem garantias de que tomar antibióticos durante a gravidez não afeta o risco de diabetes tipo 1 em crianças”. 

Os antibióticos são usados ​​para tratar infecções bacterianas, embora os profissionais de saúde em todo o mundo estejam tentando reduzir a quantidade de pessoas que tomam devido a preocupações que as pessoas estão se tornando imunes à droga.

Os pesquisadores concluíram que: “O uso materno de antibióticos durante a gravidez não foi associado ao diabetes tipo 1 na infância. Assim, os resultados deste estudo não apóiam uma revisão das recomendações clínicas sobre o tratamento com antibióticos durante a gravidez”. 

As descobertas foram publicadas online no Diabetes Care.

 

https://www.diabetes.co.uk/


Similar Posts

Topo