Estudo genético sobre LADA revela conexões entre o diabetes tipo 1 e tipo 2

Photo by Louis Reed on Unsplash

Os cientistas acreditam que o tipo de diabetes LADA pode realmente ser um híbrido de diabetes tipo 1 e diabetes tipo 2. 

LADA é a abreviação de Diabetes Autoimune Latente da Idade Adulta. É comumente diagnosticada como diabetes tipo 2, porque o tipo 2 é diagnosticado principalmente na vida adulta. 

Ao contrário do diabetes tipo 1, as pessoas diagnosticadas com LADA inicialmente não necessitam de tratamento com insulina, e tem havido incerteza sobre como classificar a condição. 

Agora, o maior estudo genético já feito sobre essa condição forneceu informações fascinantes sobre a LADA e suas conexões com diabetes tipo 1 e diabetes tipo 2.

A pesquisa envolveu autores de nove países e buscou construir um estudo de 2017 sobre influências genéticas no LADA que também desempenhou papéis no desenvolvimento de diabetes tipo 1 e diabetes tipo 2. 

Nesta análise maior, eles descobriram que os sinais genéticos mais fortes estavam associados ao diabetes tipo 1, e os sinais também estavam ligados ao diabetes tipo 2. 

Um gene em particular, PFKFB3, foi significativo. Este gene tem papéis na regulação da insulina e na sinalização da glicose, e como o gene afeta o metabolismo, bem como a inflamação na doença autoimune (uma característica importante do tipo 1), o gene pode causar impacto tanto no tipo 1 quanto no tipo 2.

“Esta descoberta aponta para como variantes no PFKFB3 podem ajudar a conduzir o LADA, [e] parece estar na interseção de ambos os principais tipos de diabetes”, disse Diana L. Cousminer, PhD, geneticista do Children’s Hospital of Philadelphia (CHOP). . 

Cousminer acrescentou que aprender mais sobre a genética subjacente e a biologia da LADA poderia melhorar as opções de tratamento

“A interação de genes no LADA pode modificar o processo da doença, retardando o início do diabetes autoimune mais grave na idade adulta. Se mais pesquisas descobrirem esses mecanismos, poderemos desenvolver métodos terapêuticos para retardar a doença mais grave”, disse ela. 

Os resultados foram publicados no Diabetes Care.

 

https://www.diabetes.co.uk/


Similar Posts

Topo