Epidemia de diabetes levará a aumento de ataques cardíacos e derrames na Inglaterra

O número de ataques cardíacos e derrames na Inglaterra aumentará nas próximas duas décadas, à medida que a epidemia de diabetes que varre o país cobre seu preço, alertou a BHF.

O crescente número de pessoas com diabetes pode provocar um aumento de 29% no número de ataques cardíacos e derrames ligados à doença até 2035, previu a British Heart Foundation (BHF).

A instituição de caridade estimou que 39.000 pessoas que vivem com diabetes sofrerão um ataque cardíaco em 2035, um aumento de 9.000 em comparação com 2015.

Enquanto isso, mais de 50 mil pessoas terão um derrame, um aumento de 11 mil, disse a BFH. Casos de angina e insuficiência cardíaca também estão definidos para aumentarem.

A BHF disse que nas próximas duas décadas o número de pessoas com diabetes na Inglaterra deve aumentar de quatro milhões para cinco milhões – em parte devido ao aumento dos casos de obesidade, que está levando ao aumento dos casos de diabetes tipo 2. Ela disse que os pacientes com diabetes tipo 2 eram de duas a quatro vezes mais propensos a ter um ataque cardíaco ou derrame.

A entidade pediu mais pesquisas sobre as ligações entre problemas cardíacos e circulatórios. Também pediu “ação ousada” para combater a obesidade e inatividade.

O executivo-chefe da BHF, Simon Gillespie, disse que os números apontavam para “uma tendência extremamente preocupante” e pedia “mais medidas regulatórias para reduzir o teor de açúcar e gordura nos alimentos e para conter a publicidade de junk food direcionada a crianças pequenas”.

Ele acrescentou: “A indústria de alimentos não está agindo com rapidez suficiente para reformular seus produtos, apesar da crescente evidência de seu impacto na saúde do país.

“Também precisamos de pesquisas contínuas que nos permitam entender melhor como o diabetes leva a essas condições cardíacas e circulatórias fatais, e como podemos pará-lo”.

Jenny Harries, vice-diretora médica da Public Health England (PHE), disse: “Todos podem fazer mudanças importantes no estilo de vida para reduzir o risco de doenças cardíacas, derrame e diabetes tipo 2. Isso inclui perder peso, parar de fumar, fazer exercícios regularmente e diminuir o consumo de álcool ”.

 

https://www.theguardian.com/


Similar Posts

Deixe uma resposta

Topo