Revertendo a diabetes tipo 2 com a alimentação

Sabemos que o diabetes tipo 2 poderia ser revertido por uma redução extrema na ingestão de alimentos já por quase um século e meio, desde o cerco de Paris em 1870 durante a Guerra Franco-Prussiana. Isso foi demonstrado experimentalmente. Na verdade, com pessoas famintas o suficiente, você pode reverter a diabetes.

Especialistas em diabetes “já há muito conhecem que uma pequena proporção de pessoas [com diabetes] e com um imenso desejo, podem diminuir substancialmente o seu peso e se mantendo assim, podem apresentar um retorno ao metabolismo normal”.

É necessário um rótulo para permitir que os médicos reconheçam e gerenciem adequadamente esse subgrupo que está disposto a fazer qualquer coisa para se livrar de sua diabetes. Estes são os Saúde Motivados. No momento do diagnóstico, os indivíduos motivados pela saúde se beneficiarão de ser informados de que eles provavelmente podem reverter sua diabetes completamente”, perdendo até um quinto do peso corporal.

E então – e só então – se eles “mostrarem que não estão suficientemente motivados, as diretrizes de rotina para gerenciar o diabetes tipo 2 serão lançadas”, que incluem muitos medicamentos.

Infelizmente, o controle de açúcar no sangue com medicação provou ser insustentável e pode realmente exacerbar a obesidade, fazendo-nos colocar mais peso e, assim, criar um ciclo vicioso.

Tem que haver um caminho melhor

Em vez de morrer de fome por comer menos comida, e se acabássemos por comer melhor? E se nós comêssemos uma dieta que enfatizasse todos os vegetais que você pode comer, muitos legumes, feijões, nozes, sementes e alguns grãos integrais, e é pelo menos 90 por cento baseado em plantas?

Esta seria uma dieta que inclui pelo menos uma grande salada todos os dias (como 450 gr de vegetais crus), sopa de legumes, um punhado de nozes e sementes, frutas em cada refeição, 450 gr de vegetais cozidos e alguns grãos integrais, mas sem grãos refinados, junk food ou óleo, e uma restrição aos produtos de origem animal. Treze homens e mulheres diabéticos resolveram seguir esta dieta por uma média de sete meses.

Como eles fizeram?

A hemoglobina A1C é considerada a melhor medida do controle do açúcar no sangue. Abaixo de seis é normal – isto é, não diabético. O objetivo oficial da American Diabetes Association, no entanto, é fazer com que os diabéticos estejam pelo menos com até sete. Qualquer coisa acima de sete é diabetes descontrolada.

Todos os indivíduos tiveram diabetes há pelo menos sete anos, e eles começaram com níveis de hemoglobina A1C variando entre 6 e 12. Depois de começarem a seguir a dieta pesada, seus níveis caíram consistentemente, mês após mês. Após cerca de sete meses, sua média A1C caiu de um diabético 8.2 para mais baixo que para um não diabético 5.8. A maioria caiu para o normal, e isso é depois de deixar de tomar a maior parte de seus medicamentos.

Agora, este era um estudo piloto com apenas umas poucas pessoas, nenhum grupo de controle, e incluindo apenas pessoas que poderiam realmente manter a dieta – essencialmente, uma série de casos retrospectivos, considerada uma das formas mais fracas de evidências publicadas. No entanto, a magnitude do efeito que eles encontraram indica que uma dieta de alta densidade de nutrientes pode ser muito eficaz para algumas pessoas.

 

Dr. Michael Greger

 

http://www.care2.com/


Similar Posts

Topo