Estudo diz que cirurgia é melhor para o tratamento de aterosclerose na diabetes tipo 1

A cirurgia pode ser a melhor maneira de tratar uma condição arterial em pessoas com diabetes tipo 1, sugere novo estudo.

Pesquisadores do Instituto Karolinska na Suécia dizem que sua pesquisa fornece mais clareza sobre a melhor maneira de tratar a aterosclerose em pessoas com diabetes tipo 1.

Eles compilaram suas descobertas depois de acompanhar pessoas com diabetes tipo 1 submetidas a uma operação não cirúrgica chamada intervenção coronária percutânea (PCI) entre 1995 e 2013. O PCI envolve o uso de um stent para abrir os vasos sanguíneos do coração que se reduziram por causa da placa acumulada.

Eles descobriram que aqueles que participaram do procedimento estavam com um risco 45 por cento maior de sofrer de doença cardíaca fatal e tinham uma chance 47 por cento maior de risco de ter um ataque cardíaco em comparação com aqueles que haviam sido submetidos a cirurgia de revascularização miocárdica (CABG).

Um tratamento adicional também foi necessário para aqueles que foram submetidos à PCI em uma data posterior, disseram os pesquisadores.

A orientação nunca foi clara quanto ao uso de CABG (cirurgia) para ampliar as artérias cardíacas em pessoas com diabetes tipo 1, mas agora essas descobertas suportam os benefícios da cirurgia.

Martin Holzmann, pesquisador do Departamento de Medicina do Instituto Karolinska em Solna, disse: “Como a diabetes tipo 1 é uma doença diferente com diferentes complicações, nunca foi dito que o tratamento deveria ser o mesmo que para aqueles com diabetes tipo 2”.

“Os resultados sugerem que o CABG também deve ser o procedimento preferido para pacientes com diabetes tipo 1 com dois ou mais vasos coronários doentes, conforme atualmente indicado pelas Diretrizes para pacientes com diabetes.

“O PCI é mais fácil de executar e não é tão invasivo para o paciente, então também há argumentos a favor desse método”.

Os autores do estudo descobriram que o número relativo de procedimentos de CABG diminuiu durante este período de estudo e esperam que suas descobertas tenham impacto na futura tomada de decisões neste campo.

Os resultados foram publicados no Journal of the American College of Cardiology.

 

http://www.diabetes.co.uk/


Similar Posts

Topo