Damon Dash: “Eu pensei que estava morrendo antes do diagnóstico de diabetes”

O magnata de entretenimento de 46 anos, que recentemente lançou a Dash Diabetes Network, descobriu que tinha diabetes tipo 1 quando tinha cerca de 14 ou 15 anos de idade. “Eu acho que as circunstâncias quando eu entendi, minha mentalidade sobre isso tornou realmente positiva porque achei que estava morrendo quando eu fui diagnosticado. Antes do diagnóstico, pensei que estava morrendo e quando descobri o que tinha era diabetes, fiquei feliz por ter diabetes, você entende?”, disse“Eu nunca entendi realmente por que as pessoas ficam envergonhadas por isso, pois sempre deixei bem claro para todos o fato de que eu era diabético, e o quanto quero aprender sobre ser diabético, pois todos os dias há algo novo para aprender sobre isso”.

Dash disse que foi “esmagador” lidar com a doença antes de receber o tratamento. “Eu perdi muitos quilos e as pessoas começaram a falar na escola. Acontecia de tudo e eu fiquei com medo de ir ao médico porque pensei que iria ouvir uma sentença de morte, era como: ‘Logo eu? Eu tenho apenas 15 anos. Apenas comecei a me divertir'”, ele disse. “Mas quando me disseram que eu tinha diabetes, pensei, ‘Sim! Eu poderia pegar isso qualquer dia’. E também, depois de ficar bastante doente por um mês, passou em minha mente que nunca mais me sentiria bem de novo.  Então … se tiver que tomar uma injeção para me fazer sentir melhor, pensei: ‘eu vou tomar essa injeção o dia todo'”.

Ele espera mostrar às pessoas que o diabetes não deve impedir que elas sigam seus sonhos. “O que eu quero mostrar é que eu fiz todas essas coisas. Eu tive uma carreira, eu tenho uma carreira, eu faço a história diariamente e sou diabético, então o diabetes não pode lhe impedir de alcançar seus sonhos”, disse ele. “Muitas pessoas provavelmente conseguem pensar que acabou, é o fim, mas veja todas as coisas que fiz uma vez que fui diagnosticado. Eu quase acho que descobrir que era diabético, me fez querer viver a vida mais intensamente, porque eu sou amante da vida. Achei que eu ia morrer, então pensei, ‘eu ainda preciso fazer tudo'”.

O cofundador do Roc-A-Fella Records disse que sempre tenta manter uma mentalidade positiva. “Nós superamos esses obstáculos apenas porque você é forte o suficiente para lidar com eles e seguir em frente. Muitas coisas aconteceram na minha vida que as pessoas ficariam traumatizadas – minha mãe morreu quando eu tinha 15 anos, [minha namorada] Aaliyah morreu, eu passei por todas essas coisas diferentes, mas mesmo com todas essas coisas diferentes acontecendo, vejo sempre o lado positivo: ‘Escute, independentemente de eu estar com Aaliyah. Fico feliz em ter conhecido minha mãe. Muitas pessoas não tiveram essa sorte”, ele nos disse . “Sempre haverá um lado bom e um ruim. A escolha no modo de olhar para a situação é sua, por isso eu sempre saio do lado negativo para um positivo”.

Ele acrescentou que acha que enfrentou certas dificuldades na vida para que outras pessoas pudessem aprender com ele. “Eu acho que Deus coloca certas coisas na sua frente porque você vai ser bom para uma imagem maior, você poderá ensinar as pessoas a lidar com cada tragédia que possa lhe acontecer, pois eu tive que lidar com isso publicamente, e eu tive que seguir em frente”, compartilhou. “Quando outras tragédias acontecem com outras pessoas, eu sei que muitos buscam em mim uma força só por causa da maneira como eu enfrentei meus problemas, assim como eu aplico a mesma situação com meu diabetes”.

 

http://www.usmagazine.com/


Similar Posts

Topo