Pesquisa em Alfenas estuda chá que auxilia no tratamento de diabetes

A pesquisa vem sendo desenvolvida na Unifal, em Alfenas

O chá preparado com as folhas da pitanga-do-cerrado (conhecida como pitanga preta) auxilia no tratamento de diabetes. A pesquisa sobre as propriedades do chá para o controle de diabetes está sendo desenvolvida pelo doutorando Renan Gomes Bastos sob a orientação do pesquisador Marcelo Aparecido da Silva e, da Unifal (Universidade Federal de Alfenas).

O estudo foi abordado pelo programa Terra da Gente, da EPTV, que mostrou, em uma reportagem do jornalista Ernane Fiuza, a eficácia do chá a partir de experimentos. As folhas da pitanga-do-cerrado são extremamente ricas em componentes polifenólicos, que auxiliam no processo de redução da glicose.

Segundo Bastos, haviam relatos de uso do chá da pitanga do cerrado na região para o controle de diabetes, mas ao consultar a literatura farmacêutica ainda não havia nenhum estudo científico que comprovasse a eficiência das folhas no tratamento.

A partir daí, Bastos, sob a orientação de Silva, iniciou a pesquisa. No laboratório, os pesquisadores usaram a folhas secas e trituradas para retirar o extrato bruto, que – por sua vez – foi testado em camundongos. O resultado foi a redução da glicose nos animais.

As folhas da planta são ricas em componentes polifenólicos que reduzem a glicose

De acordo com os pesquisadores, a forma indicada para consumir o remédio natural é por meio do chá. Segundo a reportagem, o ideal é usar cerca de quatro folhas grandes da pitanga-do-cerrado, triturá-las com as mãos em pedaços pequenos e colocar em um recipiente. Posteriormente, acrescentar cerca de 100 ml de água fervendo, tampar o recipiente e deixar descansar por 20 minutos.

O chá deve ser consumido ainda quente, uma vez que a bebida perde as propriedades se for ingerido posteriormente. Além de diminuir a glicose, os componentes do chá da pitanga-do-cerrado ajudam no aumento das taxas de colesterol bom.

 

http://www.alfenashoje.com.br/


Similar Posts

Deixe uma resposta

Topo