Querida Katie, este é o dia do seu diagnóstico

Katie nos dias atuais passeando com seu cão

14 de junho de 2011

Prezada Katie,

Katie solovey diagnosis_2Eu tenho más notícias. Amanhã, você será diagnosticada com diabetes tipo 1. Eu sei, é uma merda. Acontece que essas cãibras nas pernas e a sede louca que você teve não é apenas resultado do calor. E a perda desses 10 quilos de seu peso não é resultado da sorte boba. Juntos, todos eles são os sintomas clássicos de diabetes.

Então, amanhã, você vai ver outro médico, o terceiro neste último mês, porque você sabe que algo não está certo. Ela verificará você da cabeça aos pés e decidirá testar seu sangue rapidamente, apenas para descartá-lo. Seu glucômetro irá ler “HIGH” porque seu açúcar no sangue vai estar muito alto para aquele dispositivo ler. O médico começará então a entrar em pânico, o que não será útil, e chamará uma ambulância.

Uma vez que você estiver no hospital, você estará ligado às aparelhos e a um gotejamento de insulina. Levará cerca de duas horas antes de alguém realmente parar, olhar você nos olhos e dizer-lhe que você tem diabetes tipo 1. Então você vai chorar e chorar, e quando você pensa que está pronto, você vai chorar um pouco mais.

Eles o enviarão para casa do hospital naquela noite com algumas publicações e com uma consulta já marcada com um médico no dia seguinte para mostrar-lhe como administrar injeções de insulina.

Você ficará confusa. Você se sentirá impotente. Você sentirá como se tivesse feito ou comido algo errado. Você não fez nada disso. Se fosse amanhã ou duas semanas ou seis meses à partir de agora, você iria ter essa doença. Nada que você poderia ter feito teria mudado essa realidade.

Você entrará nos supermercados e se sentirá atraída por todas as opções, carboidratos e açúcar. Você terá medo de deixar o seu apartamento por algumas semanas porque está preocupada de ficar em público. Você perceberá que seu namorado tem a capacidade inata de mantê-la calma. Mas fique tranquila, você acaba se casando com ele.

Eu sei, tudo isso soa esmagador e horrível porque é mesmo. Mas, eu tenho boas notícias, as coisas ficam mais fáceis.

Na verdade, se passaram cinco anos e você está absolutamente dominando isso. Seu A1c está onde precisa estar e você não tem complicações. As injeções e verificações de açúcar no sangue se tornam parte de sua rotina. Você esquecerá o que era antes dessa vida. Você sempre estará ciente de sua diabetes – é impossível ignorar – mas sua vida está ocupada e sua doença é apenas uma parte dela.

E a melhor parte? Você ainda come batatas fritas! Você pode comer o que quiser. Veja, não é tudo ruim. Vai ficar tudo bem.

Haverá dias em que você sente que o Tipo 1 controla sua vida, mas a maioria dos dias você controla. Então mantenha a cabeça erguida, você conseguiu se superar.

 

https://beyondtype1.org/