Quão forte é a sua pegada? Sua força pode determinar seu futuro risco de diabetes

Diabetes é uma doença que pode ser hereditária e também pode desenvolver devido a um estilo de vida nada saudável.

Normalmente, um teste de sangue simples pode determinar se você está ou não em um risco de diabetes no futuro. Além disso, existem muitas maneiras e prescrições médicas para garantir a prevenção do desenvolvimento daquilo que os médicos têm rotulado como “assassino silencioso”.

Entretanto, um recente estudo encontrou uma nova maneira de descobrir qualquer risco futuro. Se você quiser saber se está em um risco de desenvolver diabetes no futuro, basta verificar o seu “aperto de mão”, diz o estudo.

De acordo com o estudo, a força da pegada (preensão) pode ajudar a prever se a pessoa está em risco de desenvolver diabetes em uma idade avançada. Neste caso, uma pegada mais fraca do que a norma pode significar um risco futuro de diabetes.

Pesquisadores, incluindo os da Universidade de Michigan nos EUA, investigaram se a força de preensão normalizada – que é definida como a força de preensão de uma pessoa dividida pela sua massa corporal – poderia servir como um biomarcador para a doença cardio-metabólica e deficiência física em adultos americanos e chineses.

A equipe usou dados de adultos com meia-idade e mais velhos da US National Health e Nutrition Examination Survey de 2011 a 2012 e 2013 a 2014, e a  parte de 2011 do China Health and Retirement Longitudinal Study.

Essas pesquisas foram selecionadas porque incluíram medidas de capacidade de força muscular e as informações necessárias referentes a deficiência e doenças cardio-metabólicas.

Os pesquisadores analisaram a força de preensão normalizada para cerca de 4.544 americanos e 6.030 participantes do estudo chinês com 50 anos de idade e mais velhos.

O grupo de estudo também tomou amostras de sangue para hemoglobina glicada sem jejum e respondeu a um questionário sobre deficiências de limitação funcional relacionadas à mobilidade.

Uma subamostra de 2.225 adultos teve o nível de glicose, insulina e triglicérides medidos em jejum.

Usando modelos de regressão logística ponderada, a equipe avaliou a associação entre força de preensão normalizada e diabetes, hiperglicemia, hipertrigliceridemia, baixo colesterol de lipoproteína de alta densidade (HDL), hipertensão e incapacidade física.

Eles controlaram a idade, o sexo e várias características sociodemográficas.

Os pesquisadores descobriram que, para cada diminuição de 0,05 na força de preensão normalizada em adultos dos EUA e da China, respectivamente, havia 49 por cento e 17 por cento aumentadas a probabilidade de diabetes.

“Prevalência de doença crônica é maior nos EUA e na China e há uma extrema necessidade de identificar preditores de idade da deficiência e diabetes em ambas as populações”,  disse Mark Peterson, professor assistente da Universidade de Michigan.

“Para avaliar a força de preensão de alguém usando um dinamômetro de mão leva menos de 10 segundos, o que torna extremamente atraente adotar esta avaliação em um ambiente clínico ou comunitário ao nível da população”, disse Peterson.

O estudo foi publicado no Journals of Gerontology Series A: Medical Sciences.

 

http://zeenews.india.com/


Similar Posts

Topo