Conceituado médico britânico sugere mudar nome da diabetes tipo 2 para “síndrome da deficiência de caminhada”

A estação de Ipanema do Metrô do Rio de Janeiro possui inúmeras esteiras rolantes que poupam o passageiro de fazer caminhadas até a plataforma

Diabetes tipo 2 deveria ser renomeado para “síndrome da deficiência de caminhada” porque não é uma “doença real”, de acordo com um dos principais médicos britânicos.

Sir Muir Gray fez extensa pesquisa sobre como os estilos de vida modernos, como passar muito tempo sentado em uma mesa ou em um carro estão contribuindo para o risco da doença.

Ele alega que o diabetes tipo 2, que é em grande parte evitável, custa ao SNS (Sistema Nacional de Saúde) bilhões de libras por ano para tratar, devendo ser renomeado porque é causado pelo “ambiente moderno”.

Falando no Oxford Literary Festival, Sir Muir disse: “Eu estou tentando modificar o nome da diabetes tipo dois para síndrome da deficiência de caminhada”.

“Eu escrevi sobre isso e alguém escreveu de volta e disse que era para ser chamado de síndrome metabólica. Eu disse que não acredito em síndromas metabólicas.

“O problema de chamá-lo de diabetes tipo 2 ou síndrome metabólica faz você pensar que se parece como uma artrite reumatoide ou uma doença real. O tipo 2, em sua maioria, é causada pelo ambiente moderno”.

Quase 4 milhões de pessoas no Reino Unido sofrem de diabetes e aproximadamente 90 por cento destas são portadoras de diabetes tipo 2.

Em contraste, o diabetes tipo 1 – cujos doentes incluem a Primeira Ministra Theresa May – é uma doença auto-imune e muitas vezes surge na infância.

As chances de desenvolver diabetes tipo 2 ficam bastante aumentadas se você estiver com excesso de peso, mas muitos sofredores são capazes de reverter a condição ao fazer uma dieta sozinho.

Sir Muir Gray afirma que o diabetes tipo 2 pode ser amplamente evitável, e deve ser renomeado porque é causado pelo “ambiente moderno”

O SNS agora gasta mais em medicamentos para diabetes do que para qualquer outra condição.

Estima-se que o gasto com diabetes pelo SNS seja de cerca de £ 10 bilhões, considerando todo o custo do tratamento, que inclui amputação e hospitalizações para ataques hipoglicemiantes com risco de vida.

Sir Muir foi pioneiro na triagem de mama e cervical e foi nomeado cavaleiro por seu trabalho no desenvolvimento de programas de rastreamento fetal, materno e infantil.

Mais recentemente, defendeu o exercício, atividade física e remédios sociais para combater um grande número de doenças.

Sir Muir escreveu Midlife: Look Younger, Live Longer e Look Better (Meia-idade: Pareça mais jovem, viva mais e fique mais atraente).

Ele afirma que a meia-idade é momento de uma avaliação e para fazer coisas simples que possam ajudar as pessoas a viverem uma vida mais saudável.

Falando sobre assistir televisão, ele disse: “Mantenha sempre o controle remoto longe de você. Fique de pé em uma perna durante as propagandas. Não sente mesmo cansado”.

“Nós vivemos em uma democracia de sofá, e eu fico me perguntando se eu deveria estar fazendo campanha para parar propagandas na televisão, como anúncios de cigarro. Acho que você deve assistir televisão o menos possível e ser ativo o máximo possível (enquanto pode).

Ele também disse que as pessoas mais velhas devem tentar ir de pê quando viajam em trens ou ônibus.

Ele disse: “Desloque-se em pé. Tente não chamar a atenção dos jovens. Podemos precisar de ter uma grande placa para as mulheres grávidas. No meu caso, obrigado, estou treinando para chegar aos 80 anos”.

Sir Muir é também um professor honorário na Universidade de Oxford e trabalhou para o NHS desde 1972, ocupando uma variedade de posições sênior.

O Dr. Stephen Lawrence, chefe da clínica de diabetes do Royal College of GPs e professor principal de diabetes na Universidade de Warwick, disse: “O diabetes tipo 2 é causado principalmente por fatores de estilo de vida, mas está associado a outros fatores demográficos e genéticos – dizer que não é uma doença real é inútil, e só servirá para estigmatizar os pacientes que têm a condição”.

“O diabetes tipo 2 é uma condição de saúde muito grave e debilitante para os pacientes, podendo levar a outras doenças graves, como doenças cardiovasculares, oculares e renais”.

“Sabemos que fazer mudanças simples de estilo de vida, incluindo ser mais ativo e tomar medidas para perder peso pode ter benefícios reais para pacientes com diabetes tipo 2 – mas precisamos estar incentivando os pacientes a fazer isso, não culpá-los por ter a doença, que poderia ser contraproducente na inspiração para uma mudança do estilo de vida”.

Tam Fry, do National Obesity Forum e Action on Sugar, criticou as afirmações de Sir Muir.

Ele disse: “Acho que Muir Gray está indo longe demais. Diabetes é uma doença, você não gasta um bilhão de libras em medicamentos se não é uma doença”.

“O verdadeiro problema com a mudança de nome é a confusão das mensagens. Estamos sintonizados com o diabetes 1 e o diabetes tipo 2. Não a síndrome do sonâmbulo ou o que quer que ele queira chamá-lo”.

 

http://www.dailymail.co.uk/


Similar Posts

Topo