InPen – caneta inteligente de insulina habilitada para smartphones aprovada pelo FDA

InPenCompanion Medical, uma empresa localizada em San Diego, recebeu financiamento no ano passado da Eli Lilly and Company, e agora obteve autorização do FDA para a sua Caneta Inteligente Bluetooth para aplicar insulina e aplicativo móvel associado, chamado InPen.

“O FDA concluiu que a caneta InPen e seu aplicativo móvel representa um avanço significativo no tratamento do diabetes”, disse o CEO Sean Santo, um engenheiro veterano da DexCom, Medtronic, e Tandem Diabetes Care, em um comunicado.

“O produto combina os benefícios de bombas sofisticadas de insulina com a simplicidade e acessibilidade de canetas e seringas, proporcionando aos pacientes, médicos e cuidadores um aumento da confiança de que o diabetes pode ser administrado de forma otimizada. Estamos muito animados para sermos o primeiro a introduzir esta nova classe de administração de insulina”.

O InPen pretende ser uma ferramenta de melhor custo-benefício para as pessoas com diabetes que “não podem ou não usam uma bomba de insulina”, de acordo com o site da companhia. O dispositivo e aplicativo podem calcular e recomendar a dosagem ideal, traçar um histórico e calendário das doses, monitorar a temperatura da insulina, exibir última dose e mostra a insulina restante, relatando as informações para o prestador de cuidados de saúde do usuário. Está liberado para trabalhar com duas marcas de insulina de ação rápida: Novolog da Novo Nordisk e Humalog, de Eli Lilly.

“A diabetes é uma condição complexa e onerosa exigindo doses precisas de insulina para estabilizar os níveis de açúcar no sangue e evitar complicações à longo prazo”, disse o Dr. Timothy Bailey, um endocronologista e professor clínico associado de medicina na Universidade da Califórnia em San Diego, em um comunicado.

“Canetas inteligentes oferecem uma opção de dosagem melhorada para pessoas que vivem com diabetes, a maioria dos quais não usam bombas de insulina. A InPen adiciona uma calculadora bolus configurada-clinicamente para ter a capacidade de dar múltiplas doses de insulina a cada dia de forma segura e discreta. Os dados de insulina podem ser compartilhados com os médicos, permitindo o planejamento do tratamento otimizado”.

O investimento da Lilly no Companion Medical ano passado (não revelada no momento, mas relatado em $ 3 milhões) foi notável porque, em relação a outras empresas farmacêuticas, a gigante com sede em Indianapolis não tem estado muito envolvida com a saúde digital. O investimento da Lilly veio na esteira de seu anúncio de um novo centro de inovação na Kendall Square em Cambridge, Massachusetts. O foco desse centro também está na entrega de drogas e inovação de dispositivos com um foco particular em diabetes.

 

http://mobihealthnews.com/


Similar Posts

Deixe uma resposta

Topo