Novo estudo revela mecanismos subjacentes de como o diabetes danifica o coração

Os pesquisadores compararam sete métodos de RNA-seq.
Os pesquisadores constataram erros nos processos de corte do RNA

Complicações cardíacas são a principal causa de morte entre os diabéticos. Agora, uma equipe de cientistas descobriu um mecanismo molecular envolvido numa forma comum de dano cardíaco encontrada em pessoas com diabetes.

A equipe de pesquisas da Universidade do Texas Medical Branch (UTMB) em Galveston em colaboração com a Baylor College of Medicine, University of California San Diego e da Universidade do Texas em Dallas publicaram suas descobertas na revista Cell Reports.

Pessoas com diabetes têm de duas a cinco vezes maior risco de desenvolver doenças cardiovasculares. Durante décadas, os médicos têm notado mudanças nada saudáveis no coração dos diabéticos chamadas de cardiomiopatia diabética, uma doença do músculo cardíaco que pode levar à insuficiência cardíaca.

Os mecanismos moleculares responsáveis por esta desordem cardíaca são mal compreendidos, embora sejam a chave para a revelação de novos alvos para a descoberta de melhores tratamentos e desenvolvimento de diagnósticos mais precisos.

O RNA (Ácido Ribonucleico –  importante molécula com longas cadeias de nucleótidos) fornece o modelo para fazer os blocos de construção das proteínas das células. O RNA é cortado ou unido para gerar RNAm utilizados para construir proteínas. Erros no processo de corte do RNA estão associados com muitas doenças humanas porque levam a produção das proteínas erradas ou prejudiciais.

A equipe de pesquisa já havia mostrado que quando este corte do RNA é regulado de forma incorreta, os níveis da proteína RBFOX2 reguladoras do corte estão elevados no tecido do coração diabético. O presente estudo procurou investigar como a proteína reguladora RBFOX2 contribui para os defeitos no corte do RNA visto em corações diabéticos e as consequências das mudanças do defeito sobre a função cardíaca.

O estudo levou a UTMB a descobrir que o RBFOX2 liga-se a 73 por cento do RNA que estão mal emendados em tecidos cardíacos em diabéticos. Descobriu-se que esta emenda alternativa prejudica os padrões normais de expressão genética no coração, especialmente em genes importantes para o metabolismo molecular, morte celular programada, tráfico de proteína e manipulação do cálcio no tecido muscular do coração. O equilíbrio do cálcio é importante na regulação do batimento cardíaco.

“Nós descobrimos que a função do RBFOX2 interrompida nos corações diabéticos antes de complicações cardíacas são visíveis e que a desregulação do RBFOX2 contribui para o desequilíbrio do nível de cálcio sinalizado no coração”, disse N. Muge Kuyumcu-Martinez, principal autor e professor assistente no departamento de bioquímica e molecular biologia da UTMB.

“Identificar o RBFOX2 como um importante contribuinte para complicações diabéticas e aprender como ele é desregulado pode nos permitir desenvolver novas ferramentas para diagnosticar, prevenir ou tratar cardiomiopatia diabética no futuro”.

###

Outros autores do estudo incluem, da UTMB Curtis A. Nutter, Elizabeth Jaworski, Sunil K. Verma, Ismail Abass, Talha Ijaz, Allan Brasier e Nisha Garg J.; Vaibhav Deshmukh, Qiongling Wang e Xander H. Wehrens, da Baylor College of Medicine; Olga Botvinnik e Gene Yeo da Universidade da Califórnia em San Diego e Mario Lozano, da Universidade do Texas, em Dallas.

 

http://www.eurekalert.org/


Similar Posts

Deixe uma resposta

Topo