“Qualidade conjugal negativa” ajuda a controlar a diabetes nos homens

Às vezes cuidar irrita
Às vezes cuidar irrita

Um estudo da Universidade do Estado de Michigan (MSU) utilizou dados do Projeto National de Vida Social, Saúde e Envelhecimento em uma pesquisa com casais casados de 2005 a 2006 e 2010 a 2011, que mostram homens com “qualidade conjugal negativa” são menos propensos a desenvolver diabetes e também são mais capazes para gerenciar a condição caso ela venha a se desenvolver.

O Centro Nacional de Opinião e Pesquisa da Universidade de Chicago conduziu as pesquisas que foram usadas no estudo recente pela Universidade de Michigan.

“O estudo desafia a suposição tradicional de que a qualidade conjugal negativa é sempre prejudicial para a saúde”, disse o pesquisador principal do estudo que foi financiado pelo governo federal em um comunicado à imprensa.

Professora associada de Sociologia, Hui Liu da Universidade de Michigan e seus co-autores, analisaram amostras à partir dessas pesquisas, concentrando-se em 1.228 respondentes, com 389 deles sendo diabéticos, entre as idades de 57-85.

Alguns dos aspectos da qualidade do casamento pesquisados foram percepção de intimidade no relacionamento, felicidade dentro do casamento, satisfação emocional, quanto tempo livre gastam com a comunicação com o cônjuge ou a cônjuge.

“Às vezes, é irritante cuidar”, disse Liu.

Ela disse que acredita que as esposas que constantemente regulam comportamentos de saúde do marido podem irritar seus cônjuges, mas, na verdade, os está ajudando a levar uma vida mais saudável.

Além disso, o estudo mostra que a probabilidade das mulheres de desenvolver diabetes é mais baixa quando em casamentos felizes.

De acordo com os Centros de Controle e Prevenção de Doenças, cerca de 29,1 milhões de pessoas em os EUA vivem com diabetes.

O estudo de Liu foi publicado online esta semana para os “Journals of Gerontology: Social Sciences“.

 

http://wtop.com/


Similar Posts

Topo