Novos rótulos nutricionais aprovados pelo FDA destinam-se ao combate da obesidade, diabetes, doenças do coração

À esquerda o modelo antigo. À direita o novo modelo.
À esquerda o modelo antigo. À direita o novo modelo.

Os novos rótulos nutricionais revelados hoje nos EUA pelo Food and Drug Administration (FDA) miram o açúcar adicionado nos alimentos, o principal culpado pela obesidade, diabetes tipo 2 e doença cardíaca.

“Estou muito feliz que o FDA tenha finalizado e melhorado esta nova etiqueta de Fatos Nutritivos que estará nos produtos alimentares em todo o país”, disse a primeira-dama Michelle Obama. “Isso vai fazer uma diferença real no fornecimento, às famílias em todo o país, das informações que elas precisam para fazer escolhas saudáveis”.

Os novos rótulos divulgam a quantidade de açúcar adicionado em uma linha correspondente dando a ingestão diária recomendada.

“Neste momento, é impossível para os consumidores que olham para um rótulo de Informações Nutricionais descobrir o quanto de açúcar está adicionado nos alimentos e como esse valor se encaixa em uma dieta diária razoável”, disse Michael F. Jacobson, presidente do Centro para a Ciência do Interesse público, quem primeiro pediu ao FDA para colocar a quantidade açúcares nos rótulos em 1999.

“Além de ajudar os consumidores a fazer escolhas mais informadas, os novos rótulos também deverão estimular os fabricantes de alimentos a adicionar menos açúcar em seus produtos”, disse Jacobson.

novo-label2

Principais alterações

Os destaques dos novos rótulos incluem:

  1. Um design atualizado com destaques para “calorias” e “porções”, dois elementos importantes a informar para se fazer boas escolhas alimentares.
  2. Requisitos para servir tamanhos que refletem mais de perto as quantidades de alimentos que as pessoas atualmente comem. O que e quanto as pessoas comem e bebem mudou desde que os últimos requisitos de tamanho servidos foram publicados em 1993.
  3. Declaração de gramas e um valor de diária por cento (% VD) de “açúcares adicionados” para ajudar os consumidores a saber a quantidade de açúcar adicionado ao produto.
  4. “Coluna dupla” nos rótulos para indicar tanto “por porção” quanto “por pacote” as informação de calorias e nutrição para determinados produtos servido aos poucos, que podem ser consumidos em uma sessão ou várias sessões.
  5. Para os pacotes que estão com uma entre várias porções, como um refrigerante em lata 600 ml, as calorias e outros nutrientes serão obrigados a ser rotulados como uma porção porque as pessoas normalmente os consomem em uma sessão.
  6. “Calorias de gordura” será removido porque a pesquisa mostrou que o tipo de gordura é mais importante do que a quantidade. “Gorduras Totais”, “Gordura Saturada” e “Gorduras Trans” continuarão a ser necessários.

A maioria dos fabricantes de alimentos serão obrigados a usar o novo rótulo à partir de 26 de julho de 2018.

 

https://www.consumeraffairs.com/


Similar Posts

Topo