Evento realizado em São Paulo apresenta novidades sobre tratamento para a diabetes tipo 2

exame-glicose2

Evento realizado no dia 5 de maio, em São Paulo, promovido pela Aliança Boehringer Ingelheim e Eli Lilly contou com a presença de especialistas da América Latina e EUA, e revelou novas descobertas no controle do diabetes tipo 2.

O Brasil tem cerca 12 milhões de pessoas com diabetes, e de acordo com publicações recentes, três em cada quatro portadores de diabetes tipo 2 no país estão fora de controle e a maioria dos pacientes têm sobrepeso. Alguns fatores contribuem para o desenvolvimento da doença, entre eles a obesidade, hereditariedade, falta de atividade física regular, hipertensão, níveis altos de colesterol e triglicérides, medicamentos – como os à base de cortisona -, idade acima dos 40 anos (para o diabetes tipo 2) e estresse emocional.

O evento discutiu temas relevantes e que são comuns aos diversos países da região latino-americana, como a importância e prevalência do diabetes, as complicações associadas à doença e as novidades em relação às opções de tratamento. Na ocasião, foram apresentados os resultados mais recentes do estudo EMPA-REG OUTCOME®, que envolveu mais de 7 mil pacientes com diabetes tipo 2 e alto risco cardiovascular em 42 países. tendo sido demonstrado que o antidiabético oral empagliflozina (comercializado como Jardiance®) é o primeiro a reduzir a mortalidade por doenças cardiovasculares em pacientes com diabetes tipo 2.

A empagliflozina é um inibidor de SGLT2. O SGLT2 é uma proteína transportadora que atua na reabsorção da glicose filtrada pelo rins, impedindo que a mesma seja eliminada pela urina. Ao se inibir esse transportador, a empagliflozina elimina o excesso de açúcar que seria reabsorvido pelo rim, permitindo que, diariamente, haja a eliminação de cerca de 78 gramas de glicose, o que equivale a cerca de seis colheres de sopa de açúcar e a 312 calorias¹.

A classe dos inibidores do SGLT2 representa a mais recente inovação no tratamento oral do diabetes tipo 2. Além de reduzir o excesso de glicose no sangue, pode contribuir para a perda de peso corporal, redução de circunferência abdominal e redução de pressão arterial em pacientes diabéticos, que são fatores fundamentais para diminuição de futuras complicações, como as cardiovasculares.

Estudos clínicos

Os estudos clínicos com Jardiance® (empagliflozina) foram realizados em mais de 7 mil pacientes diabéticos tipo 2 em diversos países, incluindo o Brasil, mostrando que o medicamento (de 10mg e 25 mg, uma vez ao dia) levou a uma redução significativa da hemoglobina glicada, que é o principal parâmetro de avaliação do diabetes.

Os resultados estudo EMPA-REG OUTCOME® demonstraram:

  1. Redução significativa do risco de eventos cardiovasculares e morte cardiovascular em um estudo desenhado para este propósito
  2. Redução significativa do risco de morte cardiovascular (CV), infarto não fatal e AVC/derrame não fatal em 14% quando associado ao tratamento padrão, em pacientes com diabetes tipo 2 (DM2) e alto risco CV.
  3. Redução de 38% no número de mortes CV, sem diferença significativa nos riscos de infarto não fatal e AVC/derrame não fatal.
  4. Menor risco de mortalidade por todas as causas (redução de 32%) e hospitalização por insuficiência cardíaca (redução de 35%).

“Estes resultados são inovadores e emocionantes para milhões de pessoas que vivem com diabetes tipo 2 e risco de doença cardiovascular. Evitar os eventos cardiovasculares, incluindo morte, é um dos objetivos centrais do tratamento do diabetes, e até agora nenhuma outra medicação para diabetes foi associada a uma redução da mortalidade”, disse o pesquisador principal do estudo Dr. Bernard Zinman, Diretor do Centro de Diabetes do Hospital Monte Sinai; Cientista Sênior do Instituto de Pesquisa Lunenfeld Tanenbaum, e Professor de Medicina da Universidade de Toronto, no Canadá. “Neste estudo, empagliflozina mostrou prevenir uma em cada três mortes cardiovasculares.”

“Os resultados do EMPA-REG OUTCOME® são encorajadores para os profissionais da saúde e seus pacientes”, segundo o Dr. Christopher P. Cannon da Divisão Cardiovascular do Hospital Brigham e Women, e Professor de Medicina da Harvard Medical School, que não esteve envolvido no estudo. “Os pacientes do estudo já estavam sendo tratados com medicamentos que comprovadamente reduzem eventos cardiovasculares. A observação de que a empagliflozina proporcionou redução adicional de morte cardiovascular além desses outros medicamentos é um
achado muito importante.”

Aliança Boehringer Ingelheim Eli Lilly

Em janeiro de 2011, a Boehringer Ingelheim e a Eli Lilly anunciaram uma aliança com foco em três compostos para o tratamento do diabetes mellitus tipo 2, que representam as principais classes desses fármacos. Essa aliança alavanca os pontos fortes de duas das maiores empresas farmacêuticas do mundo. Ao juntar forças, as empresas demonstram um compromisso com os pacientes com diabetes e suas necessidades durante todas as fases do tratamento. Jardiance® (empagliflozina) é um dos resultados dessa grande aliança.

A Boehringer Ingelheim

O Grupo Boehringer Ingelheim é uma das 20 principais farmacêuticas do mundo. Com sede em Ingelheim, na Alemanha, a companhia opera globalmente com 145 afiliadas e com um quadro de mais de 47.500 funcionários. Há 130 anos, a empresa familiar mantém o compromisso com pesquisa, desenvolvimento, fabricação e comercialização de novos medicamentos de alto valor terapêutico para a medicina humana e veterinária.

A responsabilidade social é um elemento importante da cultura empresarial da Boehringer Ingelheim, o que inclui o envolvimento global em projetos sociais como o “Mais Saúde” e a preocupação com seus colaboradores em todo o mundo. Respeito, oportunidades iguais e o equilíbrio entre carreira e vida familiar formam a base da gestão da empresa, que busca a proteção e a sustentabilidade ambiental em tudo o que faz.

Em 2015, a Boehringer Ingelheim obteve vendas líquidas de cerca de 14,8 bilhões de euros e investiu 20,3% do faturamento em pesquisa e desenvolvimento. No Brasil, a Boehringer Ingelheim possui um escritório em São Paulo e uma fábrica em Itapecerica da Serra. Há 60 anos no país, a companhia estabelece parcerias com instituições locais e internacionais que promovem o desenvolvimento educacional, social e profissional da população.

Para mais informações, visite www.boehringer-ingelheim.com.brww.facebook.com/ajudareomelhorremedio.

A Eli Lilly and Company

A Lilly é uma empresa líder global em saúde que une cuidado com descoberta para melhorar a vida das pessoas em todo o mundo. Foi fundada há mais de um século atrás por um homem comprometido em criar medicamentos de alta qualidade para necessidades reais e, até hoje, continua firme nessa missão em todo o seu trabalho. Em todo o mundo, os funcionários da Lilly trabalham para descobrir e dar vida a medicamentos para aqueles que precisem deles, melhorar o conhecimento e gerenciamento de doenças e contribuir com as comunidades por meio de filantropia e voluntariado. Para saber mais sobre a Lilly, visite o site www.lilly.com.br

Sobre a Lilly Diabetes

A Lilly é líder global em cuidados com Diabetes desde 1923, quando lançou a primeira insulina comercial do mundo. Hoje continua a construir em cima dessa herança e a trabalhar para atender às diversas necessidades das pessoas com diabetes e aqueles que cuidam deles. Por meio de pesquisa e colaboração, um extenso e crescente portfólio e determinação continuada para prover soluções reais – de medicamentos ao suporte do paciente e mais – esforça-se para melhorar a vida das pessoas e de todos aqueles afetados pelo diabetes no mundo.

 

PS do Editor TiaBeth:

  • O TiaBeth.com compareceu ao evento à convite das empresas citadas acima.

Similar Posts

Topo