4 maneiras de controlar a fome

fome-controle

Se o seu estômago parece estar sempre vazio fique atento, há alguns hábitos de vida que te levam a comer mais

A fome é importante, claro. É através dela que nos lembramos de ingerir alimentos que vão nutrir nosso corpo com vitaminas e mineiras para garantir a energia ao longo do dia. Mas, e quando a fome vira sua companheira inseparável e não te deixa mais em paz?

“Estar com fome a toda hora não é normal. Se for uma criança, adolescente ou grávida a necessidade nutricional será diferente, mas em um adulto saudável emendar refeições é sinal de que algo na saúde não está bem”, explica André Veinert, nutrólogo da Clínica Healthme Gerenciamento de Perda de Peso. “Se o paciente come além do que deveria ele terá excesso de peso e risco de desenvolver doenças crônicas, como o diabetes e problemas no coração”, alerta Veinert.

A seguir, o nutrólogo separou quatro atitudes simples que você deve prestar atenção e se necessário, mudá-las, para controlar o apetite. Confira!

1. Invista na qualidade do sono

A qualidade do sono é um ponto fundamental para controlar o peso. A leptina e a grelina, hormônios que têm relação com o apetite, estão diretamente ligados a uma noite bem dormida. “A leptina é liberada principalmente durante as primeiras horas da manhã. Ela está ligada ao gasto energético, controle da glicose e funções do pâncreas. Baixos níveis desse hormônio no organismo reduzem a ingestão alimentar, enquanto altos índices aumentam a vontade de comer”, explica Veinert. Já a grelina é a responsável por aquele estímulo inicial, ou seja, a necessidade e vontade de ingerir algo. Para controlar os hormônios o ideal é dormir de sete a oito horas por noite.

2. Pare para comer

Mesmo se for apenas um lanche entre as refeições, pare o que você está fazendo e se concentre apenas na alimentação. Em 2015, um estudo da Universidade de Surrey, no Reino Unido, alertou que quando você come fazendo outra atividade, como por exemplo dirigindo ou atendendo ao telefone, o seu cérebro não é totalmente capaz de registrar a quantidade de alimento que você consumiu. O resultado: você não se sentirá saciado por completo e vai sentir fome logo. Já quando o seu cérebro registra todas as calorias consumidas, ele vai te ajudar a fazer suas refeições mais conscientes. Sendo assim, sente-se, pare o que está fazendo e preste atenção apenas no seu prato.

3. Coma a cada 3 a 4 horas

“Esse é um dos hábitos mais importantes a se adotar”, pontua o nutrólogo. “Quando você faz refeições pequenas e frequentes os níveis de insulina melhoram, bem como o controle da fome e do apetite”, diz. Mas cuidado, são lanches pequenos em intervalos de três a quatro horas. Caso haja exagero você vai sentir o peso na balança.

4. Reduza os alimentos processados

Além de ter uma pequena quantidade de fibra, diminuindo o tempo que fica no estômago, à comida industrializada é fonte de açúcar e outros componentes desnecessários para mantermos a saúde em dia. Uma pesquisa americana do The Journal of Clinical Endocrinology & Metabolism aponta que o consumo de xarope de milho, utilizado como adoçante nesse tipo de alimento, diminui os níveis de insulina e leptina, além de aumentar as concentrações de grelina, aquele hormônio responsável por estimular a fome. “Para ter uma vida saudável e não ficar com o estômago roncando durma bem, coma a cada três horas e escolha alimentos saudáveis”, finaliza o nutrólogo.

 

André Veinert, nutrólogo da Clínica Healthme Gerenciamento de Perda de Peso.

 

http://www.segs.com.br/


Similar Posts

Topo