Fatores psicossociais têm impacto no risco de diabetes

pessoa-trabalho

Os fatores relacionados ao regime de trabalho podem afetar o risco de desenvolver diabetes, segundo um estudo do Reino Unido.

Nós já sabemos que fatores psicossociais, como trabalhos de baixo status, baixo suporte social e depressão, podem aumentar o risco de doença cardíaca coronária. Mas o impacto desses fatores na diabetes tem sido desconhecido.

Durante um estudo, um grupo de pesquisadores da Universidade de Londres acompanhou cerca de 6.000 homens e outras 3.000 funcionárias por cerca de dez anos, durante os quais quatro por cento deles desenvolveu diabetes.

Eles concluíram que o risco estava ligado ao status do emprego – nove por cento dos homens e sete por cento das mulheres que trabalhavam  em cargos de apoio ou de pior remuneração desenvolveram diabetes, em comparação com três por cento dos homens e dois por cento das mulheres que trabalhavam em classes administrativas mais favoráveis.

Esta proporção permaneceu após a contabilização de outros fatores de risco, como histórico familiar, peso ou pressão alta – pelo menos para os homens. Pode ser que por não ter havido número inferior de mulheres no estudo, não ficou claro esta ligação entre o status do trabalho e a diabetes.

O risco entre os homens também foi reforçado por aquilo que é conhecido como “desequilíbrio esforço-recompensa” – que é relativo aos cargos em que muito esforço é gasto em termos de carga de trabalho para pouca recompensa em termos de promoção e remuneração.

Isto é merecedor de um estudo mais aprofundado – talvez mudanças no local de trabalho sejam necessárias para ajudar as pessoas a evitar o risco de diabetes e doenças cardíacas.

 

http://www.tele-management.ca/


Similar Posts

Topo