Sean Parker, o bilionário que quer eliminar o diabetes

sean-parker2

Co-fundador do Napster e dos primeiros investidores do Facebook, Sean Parker tem lidado com uma alergia mortal a nozes.

Já tendo doado dinheiro para estudar alergias, Parker agora está voltando sua atenção para uma doença auto-imune que é tanto mais visível quanto mais grave: a diabetes tipo 1.

Diabetes é uma condição em que há excesso de glicose no sangue. Normalmente, o pâncreas produz insulina, um hormônio, para equilibrar a glicose e ajudá-lo a retirar do alimento que você come e distribuí-la em suas células. Se o pâncreas não criar insulina suficiente ou não funcionar, os níveis de açúcar no sangue tornam-se muito altos ou muito baixos – uma flutuação perigosa que pode levar à morte.

O imunologista chefe na UCSF, Dr. Jeff Bluestone, vem trabalhando em uma maneira de eliminar a desordem auto-imune por modificação genética de células, como  tem sido realizado na terapia celular que está mudando a maneira como as pessoas tratam o câncer. Para financiar a obra de Bluestone, Parker está anunciando hoje uma doação de US $ 10 milhões para criar um laboratório de pesquisas do diabetes em seu nome na UC San Francisco.

“Apenas 10 anos atrás, tudo parecia teoricamente possível, porém estava mais para ficção científica. Mas agora está acontecendo na clínica regularmente”, disse Parker. “Estamos à beira de uma revolução em muitos campos diferentes, em grande parte devido a esta combinação de genética, da compreensão do sistema imunológico e uso difundido de terapia celular”.

Parker foi estudar doenças auto-imunes por causa de sua própria condição, disse ele segunda-feira em uma teleconferência com jornalistas.

O magnata da tecnologia que fez bilhões com o Facebook é mortalmente alérgico a nozes e doou US $ 24 milhões para Stanford no inverno passado para financiar o Sean N. Parker Centro de Pesquisas de Alergia.

“Eu tive esse tipo de fascínio e interesse pessoal dos mecanismos subjacentes da autoimunidade e passei a maior parte da década lendo tudo o que eu poderia ter em minhas mãos, que incluía pesquisa”, disse Parker, passando a citar o trabalho de Bluestone .

A doação de U$ 10 milhões visa ajudar o trabalho de Bluestone em modificar geneticamente as células para eliminar a diabetes tipo 1.

“O foco deste projeto é a auto-imunidade, mas muito especificamente num plano estratégico direcionado para a eliminação – você está hesitante em usar a palavra cura – mas em última análise, na esperança de curar diabetes tipo 1”, disse Parker.

Isto não é uma “doação típica filantrópica” disse Parker tanto por causa de seu tamanho quanto de sua escala. Ao invés de jogar dinheiro em uma grande fundação, Parker concentrou-se em capacitar o trabalho de Bluestone e seu laboratório. É tudo ainda um experimento, mas Parker disse que ele poderia continuar a financiar o projeto se ele ver sucesso em seus testes de eficácia.

Em junho, Parker doou US $ 600 milhões para estabelecer a Fundação Parker, que é de onde esta iniciativa vem. Parker já tinha doado US $ 4,5 milhões para a UCSF para a pesquisa da malária. Sua fundação não se limita apenas na medicina. Ele usou a sua fundação para investir em Código para a América enquanto o próprio Parker apoia grupos políticos como Fwd.US e suas causas. Forbes avalia o patrimônio líquido de Parker em US $ 2,5 bilhões.

 

http://www.businessinsider.com/


Similar Posts

Comments are closed.

Topo