Cura do diabetes tipo 1? Pesquisadores americanos dizem que nova droga poderia ser a resposta

Dra. Denise Faustman em seu laboratório.

Cientistas no Hospital Geral de Massachusetts estão esperançosos em provar que o diabetes tipo 1 pode ser revertido com a ajuda de um medicamento genérico.

Um longo estudo clínico de cinco anos, de fase II e que recebeu aprovação do FDA (Food and Drug Administration), foi anunciado domingo, durante a 75ª Sessão Científica da American Diabetes Association, um dos o maiores encontros sobre diabetes nos EUA.

Os cientistas já realizaram testes com a vacina do Bacilo de Calmette-Guerin (BCG) em ratinhos, que mostrou a capacidade da droga em eliminar as células brancas anormais do sangue, responsáveis pela doença auto-imune.

A fase 1 dos estudos em seres humanos, cujos resultados foram publicados em agosto de 2012 na revista PLoS Medicine, mostrou que duas injeções espaçadas em quatro semanas, temporariamente, além levarem à eliminação das células T, promoveram um retorno moderado da secreção de insulina.

“Nós aprendemos muito desde os primeiros estudos em ratinhos – não apenas sobre como o BCG funciona, mas também sobre seus benefícios terapêuticos potenciais, semelhante ao que está sendo visto em testes contra outras doenças auto-imunes”, disse Denise Faustman, diretora do Massachusetts General Hospital Laboratório de Imunobiologia, uma professora associada de medicina na Harvard Medical School e pesquisadora principal do estudo, em um comunicado.

Com resultados promissores em estudos de fase I, os cientistas vão realizar estudos de fase II ao longo de um período de cinco anos de tempo com a dosagem mais frequente. A esperança dos pesquisadores é reverter completamente a doença para ver os resultados clínicos superados, tais como controle de média de açúcar no sangue.

O estudo duplo cego irá incluir 150 adultos com diabetes de longa duração do tipo I. Os pacientes receberão duas injeções num intervalo de quatro semanas e, em seguida, uma única injeção por ano ao longo dos próximos quatro anos.

A vacina é atualmente um medicamento genérico com mais de 90 anos de uso clínico e de segurança provada, uma vez que é utilizada como uma vacina contra a tuberculose e para o tratamento de câncer da bexiga.

“Nosso objetivo na fase II é criar uma resposta terapêutica duradoura”, disse Faustman. “Nós estaremos trabalhando novamente com pessoas que tiveram diabetes tipo 1 por muitos anos. Este não é um teste de prevenção; em vez disso, estamos tentando criar um regime que irá tratar a doença, mesmo num estágio avançado”.

Embora a FDA tenha aprovado o estudo, um financiamento adicional ainda é necessário. Apesar da ajuda financeira do parceiro de longa data, Fundação Iacocca, os pesquisadores precisam de mais US $ 6 milhões para completar o estudo que custará US $ 25 milhões.

Mas Faustman espera arrecadar o montante remanescente até o final do ano, bem como inscrever os 150 pacientes necessários para iniciar o estudo.

http://www.bizjournals.com/


Similar Posts

Topo