Dieta e o estilo de vida afetam a genética familiar, diz estudo

Foto de StockSnap.

Estudos recentes vêm comprovar que as escolhas do dia-a-dia e a dieta escolhida podem influenciar a genética familiar e a predisposição das gerações futuras para problemas de saúde… seja para o mal como para o bem. Mas esta teoria já foi testada há alguns anos.

Segundo a Fox News, a Universidade de Duke foi das primeiras a estudar o impacto de um estilo de vida saudável e de uma alimentação equilibrada nas gerações futuras.

No ano 2010, pesquisadores deste estabelecimento de ensino descobriram que os ratos de laboratório portadores do gene ‘agouti’ submetidos a uma dieta rica em vitaminas, ácido fólico e minerais, antes e durante a gravidez, deram à luz ratos mais ‘elegantes’, saudáveis e com um pelo castanho, ficando o gene aniquilado do DNA.

Quando os ratos não eram submetidos a uma alimentação saudável, o gene dava origem a crias obesas, com Diabetes e pelo amarelo.

Este estudo foi, apenas, o primeiro passo para toda uma recente teoria de que ‘somos aquilo que comemos’ e de que a alimentação é a principal causa e consequência do nosso bem-estar ou das doenças que contraímos (isto, claro, caso nos alimentemos mal).

Assim sendo, destaca a publicação, com a alimentação é possível otimizar os benefícios da epigenética e metilação. Como? Comendo feijões e verduras diariamente, consumindo proteína animal de forma moderada e verificando com frequência o ritmo cardíaco.

http://www.noticiasaominuto.com/


Similar Posts

Topo