Combinar proteínas e carboidratos pode influenciar o ganho ou a perda de peso

Estudo destaca a importância de se consumir alimentos com baixo índice glicêmico.

Pequenas mudanças na alimentação, considerando os tipos de alimentos ricos em proteínas e carboidratos, pode apresentar significativo impacto no ganho de peso ao longo do tempo, de acordo com estudo feito por pesquisadores da Faculdade de Friedman, Universidade Tufts, nos Estados Unidos. Os resultados foram publicados no The American Journal of Clinical Nutrition.

Pesquisas anteriores já haviam encontrado uma ligação entre o índice glicêmico e as doenças crônicas, como diabetes do tipo 2. Porém, até então, especialistas não haviam estudado a relação existente entre o alto índice glicêmico com o ganho de peso ao longo de muitos anos. Os autores do estudo, realizado com 120 mil participantes, determinaram como as alterações no índice glicêmico impactam a relação entre os principais alimentos ricos em proteína e o ganho ou a perda de peso.

— Evidências científicas afirmam que dietas com menos carboidratos de baixa qualidade, como pães brancos, batatas e doces, e com mais alimentos ricos em proteínas, podem ser mais eficientes para a perda de peso — afirma Jessica Smith, professora da Escola de Friedman e pesquisadora na Faculdade de Saúde Pública da Universidade de Harvard.

Jessica e outros colegas chegaram aos seguintes resultados:

  • O aumento da ingestão de carne vermelha e de carne processada estava visivelmente mais associado ao ganho de peso.
  • O aumento da ingestão de iogurte, frutos do mar, frango sem pele e nozes foi associado à perda de peso; quanto mais as pessoas comiam desses alimentos, menos peso elas ganhavam.
  • O aumento do consumo de alimentos com lactose, incluindo queijos e leites do tipo integral e desnatado, não esteve significantemente relacionado ao ganho ou à perda de peso.
  • O teor de gordura dos laticínios não teve impacto para o ganho de peso. Na verdade, quando as pessoas consumiram mais produtos com lactose de baixo teor de gordura, elas aumentaram o consumo de carboidratos, o que favoreceu o ganho de peso — diz Jessica

Além disso, os autores observaram relações entre alimentos ricos em proteínas e o índice glicêmico de uma dieta. Por exemplo, aumentar porções de alimentos associados ao ganho de peso, como carne vermelha, e ao mesmo tempo adicionar à dieta alimentos com alto índice glicêmico, como pão branco, contribuiu para o ganho de peso. Porém, ao diminuir apenas o índice glicêmico ao comer, por exemplo, carne vermelha com legumes, notou-se também a diminuição do ganho de peso.

De acordo com Dariush Mozaffarian, reitor da Faculdade de Friedman, a combinação de alimentos faz muita diferença em uma dieta, principalmente se o indivíduo deseja focar na perda de peso. Os resultados da pesquisa sugerem que não se deve apenas enfatizar determinados alimentos ricos em proteínas para evitar o ganho de peso, mas também manter o foco para evitar grãos refinados, amidos e açúcares.

— Nosso estudo adiciona que a contagem de calorias não é a estratégia mais eficaz para controle de peso à longo prazo. Alguns alimentos ajudam a prevenir o ganho de peso, outros, a torná-lo pior — conclui Mozaffarian.

http://zh.clicrbs.com.br/


Similar Posts

Topo