Produtores do musical Fantástica Fábrica de Chocolate mudam roteiro após queixa de fala ‘ofensiva para as pessoas com diabetes’

O ator Alex Jennings faz o papel de Willy Wonka em A Fantástica Fábrica de Chocolate no teatro.

Os produtores de Charlie e a Fantástica Fábrica de Chocolate, que se encontra em cartaz num teatro do Reino Unido, mudaram seu roteiro depois que uma mãe reclamou que o texto era ofensivo para crianças com diabetes tipo 1.

Nathalie Bristow, que levou a filha de oito anos de idade, Laura, para ver o show, disse que estava profundamente chateada com a fala “comer chocolate provoca diabetes” dita por Mr Pratchett, o vendedor de doces.

Sua filha tem diabetes tipo 1, que não é causada por fatores de estilo de vida, como dieta ou falta de exercícios.

A mãe apresentou uma queixa aos produtores Neet Street Productions com a ajuda da entidade de auxílio a crianças com diabetes JDRF e o texto foi imediatamente substituído.

Mrs Bristow disse: “Minha família ama o teatro, por isso ficou profundamente chateada e ofendida quando ouvimos a frase sobre como as crianças vão ter diabetes se comerem muito chocolate. Nós quase fomos embora.

“Milhares de pessoas, entre pais e filhos, vão ver o show todos os dias”.

“Eu odiaria que outros se sentissem chateados também, ou se isto causasse um efeito negativo sobre a percepção da diabetes tipo 1. Os produtores não poderiam ter sido mais úteis – um grande teatro tenha nos ouviu e isto fez a diferença”.

O produtor Caro Newling disse: “Eu sinto muito que isso tenha tido um efeito tão negativo. Essa nunca foi nossa intenção e o texto foi concebido para ser totalmente bem-humorado”.

Ela acrescentou: “Mas por que incomodar alguém quando você não precisa? Como resultado, alteramos  o script para descartar a referência ao diabetes e substituímo-lo com um comentário alternativo”.

A fala agora foi substituída pela frase: “Chocolate, chocolate, é para se comer um e não cinco porções por dia”.

Michael Connellan, falando em nome da entidade JDRF que faz atendimento a crianças com diabetes tipo 1, disse: “É frustrante quando as diferenças entre o tipo 1 e tipo 2 são ignoradas nas referências da diabetes. Um maior reconhecimento das diferenças entre eles é algo pelo qual há grande esforço da JDRF.

“É fantástico ver que as pessoas e os estabelecimentos estão começando a reconhecer esses problemas, e agrademos ao produtor Caro Newling. É importante que outros continuem a seguir o exemplo”.

Charlie e a Fantástica Fábrica de Chocolate vem se apresentando no Theatre Royal, Drury Lane, desde 2013 e é dirigido por Sam Mendes.

http://www.standard.co.uk/


Similar Posts

Topo