Novas tecnologias usáveis não invasivas para controlar a diabetes: Fato ou Ficção?

Será iWatch da Apple um aparelho obrigatório para os diabéticos? (imagem de um protótipo)

Silicon Valley está de olho no mercado multi-bilionário de monitoramento de glicose. De acordo com relatórios recentes, a Apple Inc. e Google estão desenvolvendo ativamente dispositivos portáteis que permitem que os diabéticos não tenham mais a necessidade de picar os dedos várias vezes por dia.

Será o iWatch da Apple um aparelho obrigatório para os diabéticos?

Embora detalhes sobre estes dispositivos sejam escassos, a Apple está supostamente na esperança de integrar esta tecnologia em seu próximo iWatch ou iBand, previsto para ser lançado em breve.

A primeira geração do iWatch provavelmente não irá conter um recurso de monitoramento de glicose no sangue devido ao número de obstáculos tecnológicos que precisam ser superados primeiro. Mas é uma opção na qual a Apple está trabalhando duro para entregar para os clientes no futuro.

Presumivelmente, o iWatch iria monitorar a glicose de modo semelhante ao esquecido GlucoWatch, que fazia a monitoração por passagem de uma corrente eléctrica através da pele.

Os problemas com esta abordagem, no entanto, foram inúmeros. Em primeiro lugar, para iniciar o uso do GlucoWatch, era necessário a pessoa picar o dedo a fim de calibrá-lo, o que já derrubaria o propósito de se usar um aparelho deste.

Em segundo lugar, muitos usuários relataram que a corrente elétrica causavam-lhes sérias irritações de pele, impedindo-os de usar o dispositivo.

Desafios da Apple com essa abordagem são, portanto, assustadores, para dizer o mínimo – mas talvez não seja insuperável.

Apesar dessas barreiras tecnológicas e fisiológicas, a Samsung também manifestou interesse em desenvolver um aplicativo de monitoramento de glicose para a sua batalha pelo melhor relógio inteligente, fazendo que duas grandes empresas de tecnologia trabalhem nesta abordagem.

Google aposta em sua lente de contato inteligente

Google, por outro lado, pretende medir a glicose em lágrimas usando sua lente de contato inteligente na figura abaixo.

lente-google2
Fonte: Google

Mais uma vez, pacientes com diabetes não devem esperar que a versão inicial deste produto venha a incluir um aplicativo de monitoramento de glicose.

Medir a glicose via lágrimas é difícil, porque as lágrimas podem ter menores concentrações de glicose (tornando-as mais difícil de rastrear).

A Google tem estado decididamente silenciosa sobre como pretende resolver os problemas associados à medição da glicose em lágrimas. Mesmo assim, a empresa colocou alguns de seus engenheiros mais brilhantes na divisão Google X, responsável pelo projeto, de acordo com relatórios.

Assim vai o sonho de aparelhos utilizáveis para diabetes se tornar uma realidade?

Cientistas e engenheiros têm perseguido esse sonho de perto por três décadas, sem quaisquer realizações notáveis.

Portanto, não é surpreendente quando uma fonte da indústria como o CEO da Genentech, Ian Clark, chama de “trivial” estes equipamentos usáveis em termos de seu potencial para impactar os resultados de saúde.

No fim das contas, pode simplesmente não haver solução viável para os desafios associados com o monitoramento de glicose não-invasivo. Afinal de contas, nós provavelmente teríamos resolvido os problemas após, literalmente, décadas de pesquisas sobre o assunto.

Dito isto, a Apple e Google têm uma coisa que esses ex-empreendimentos não tiveram – uma bolada enorme de dinheiro. Alguns especialistas previram que os desafios envolvidos na criação de um dispositivo de monitoramento de glicose não-invasivo viável poderia custar bilhões de dólares para resolver.

Dado que tal dispositivo provavelmente irá angariar vários bilhões de dólares de vendas em uma base anual, o incentivo econômico é certamente real. E esses dois gigantes da tecnologia parecem estar dispostos a gastar o que for preciso para fazer o trabalho.

Assim, os aparelhos vestíveis para monitorar a diabetes será a próxima etapa da evolução? Eu acho que nós vamos ter que aguardar mais um pouco para ter certeza, mas é difícil subestimar duas empresas que foram responsáveis ​​por tantas inovações revolucionárias ao longo dos anos.

http://www.nasdaq.com/


Similar Posts

Topo