Comprimido de GLP-1 começa a ser testado em seres humanos

Quem tem diabetes sabe muito bem que picadas de agulha fazem parte da rotina de gestão da sua doença. As injeções de insulina tem sido parte do padrão de atendimento da diabetes há décadas. E nos últimos anos, uma nova classe de drogas injetáveis surgiu para ajudar os pacientes a regular os níveis de açúcar no sangue.

Chapel Hill, NC, desenvolvedor de drogas da BioKier começará a realizar testes em humanos de um medicamento que, se bem sucedido, poderia substituir essas terapias de injeção com uma pílula que induz o organismo a regular os níveis de açúcar no sangue por conta própria, diz George Szewczyk, fundador e CEO da BioKier. Se funcionar, a abordagem de BioKier poderia oferecer algumas vantagens sobre os medicamentos para a diabetes de grande sucesso atualmente disponíveis por grandes empresas farmacêuticas.

“Acreditamos que temos um melhor perfil de segurança”, diz Szewczyk. “Nós também acreditamos que há uma boa chance de que a nossa droga seja mais eficaz do que outras drogas”.

A inspiração para um meta tão ambiciosa pela BioKier vem de uma origem improvável: a cirurgia de bypass gástrico.

Os pacientes que são submetidos a uma cirurgia de bypass gástrico perdem peso, em parte, porque ao diminuir o tamanho do estômago reduz-se a quantidade de alimento necessário para fazer uma pessoa se sentir completo, assim os pacientes acabam por comer menos.

Mas os pesquisadores observaram um outro efeito benéfico, diz Roger Nolan, co-fundador da BioKier, presidente e diretor de operações. “O açúcar no sangue de muitos diabéticos voltaram aos níveis normais logo após a cirurgia. Em alguns casos, o diabetes simplesmente foi embora”.

Investigação ligada esse efeito indicam que um hormônio intestinal que regula o açúcar no sangue faz este trabalho. A secreção deste hormônio, um chamado glucagon-like peptide-1, ou de GLP-1, é desencadeado por nutrientes dos alimentos, Nolan explica.

Porque os pacientes ficam com uma estômago reduzido, resultante da cirugia de bypass gástrico, aqueles nutrientes começam a ser digeridos mais ao longo do trato digestivo, no início do cólon, o que leva o corpo a libertar o GLP-1.

O fármaco experimental da BioKier, por enquanto chamado BKR-013, tem como objetivo imitar esse efeito com uma pílula que carrega uma carga de glutamina de nutrientes para o cólon. Nolan o chama de “bypass gástrico em uma pílula”.

“Esperamos que os dados que alcancemos sejam suficientes para obter interesse para assegurar o financiamento para o estudo de Fase 2, mas vamos ver”, diz Szewczyk.

http://www.xconomy.com/


Similar Posts

Topo