Mulheres, assumam o controle do seu diabetes!

Quantas mulheres se sentam no banco de presidente da empresa? O número está crescendo, mas não quase igual ao dos homens. Existem muitas razões para isso, e uma das possíveis explicações pode ser que algumas mulheres acreditam que ser “assertivo” ou “agressivo” são características que não são “simpáticas” e inconsistente com a forma como elas querem ser vistas. Como mulheres, tanto na nossa vida pessoal e profissional, é preciso se preocupar menos com o que as outras pessoas pensam de nós e mais sobre o que nós precisamos. Quando se trata de nossos diabetes, precisamos ser o nosso próprio Chefe Executivo – e para algumas de nós, podemos precisar sair da nossa zona de conforto para receber os cuidados de que precisamos.

Ao longo dos últimos 30 anos de trabalho no campo diabetes, tenho visto muitos casos em que mulheres (e homens) com diabetes não entendem sua condição, e às vezes apenas livram-se da responsabilidade pela gestão da sua saúde. Já ouvi frases como “Eu me sinto bem” ou “o meu médico me disse que eu tenho um pouco de diabetes” – mas, em seguida, a próxima pergunta que eu faço é “qual é o seu A1c ?” Muitas vezes, a pessoa com quem eu estou falando não sabe nem o que o A1C é.

Em primeiro lugar, todas as pessoas com diabetes precisam saber sobre sua doença e se tornar especialista. Provavelmente, não há outra doença que requeira tanto a auto-gestão como a diabetes, e como uma “presidenta” (sic), você precisa se cercar de uma equipe de saúde capaz e que possa confiar, que compreende a sua diabetes e suas preocupações.

A seguir algumas das melhores coisas que você precisa saber para estar no comando:

  1. Ter um médico e equipe de cuidados de saúde experiente – que sejam sensíveis às suas preocupações e trabalhem com você para alcançar seus objetivos.
  2. Conhecer os seus números – entenda o que eles significam. Isto inclui metas de glicose e índice A1C do sangue, colesterol (HDL e LDL), pressão arterial e função renal.
  3. Compreender a relação entre medicamentos, alimentos, exercícios e glicose no sangue. Esta é a chave para o controle do diabetes, e por dominar esses itens, você se torna mais confiante no controle de sua vida.
  4.  Tome os medicamentos prescritos. Quer se trate de uma pílula oral ou injetável como a insulina. Ignorar o diabetes não o fará ir embora.
  5. Se o seu médico (ou outro profissional de saúde) diz algo que não faz sentido para você -, então faça mais perguntas. Se ainda assim parecer não fazer sentido, você pode querer verificar a informação. Bons lugares para encontrar informações precisas sobre diabetes incluem os sites da American Diabetes Association (www.diabetes.org), e a Juvenile Diabetes Research Foundation (www.jdrf.org).

A boa notícia de hoje é que as drogas e ferramentas para gerenciar a diabetes estão mais disponíveis do que nunca. Estas incluem novas drogas para o tipo 2, monitores de glicose inteligentes, fáceis de usar, monitores contínuos de glicose, bombas de insulina, e aplicativos de telefonia móvel para ajudar a gerir a sua diabetes. Está tudo lá – o que você precisa para se tornar seu próprio perito. Lembre-se, você vive com diabetes durante todo o dia, todos os dias.

Claudia Graham, PhD, MPH

http://diabeteshealth.com/


Similar Posts

Topo