Diabetes tipo 2 de início precoce é mais difícil de administrar

Grupos etários mais jovens podem estar em maior risco de desenvolver complicações, possivelmente devido à não adição de medicamentos como a estatina

Diabetes tipo 2 pode ocorrer em uma ampla gama de idades. Dados recentes têm mostrado que a taxa de sucesso da gestão da doença pode variar dependendo da idade de diagnóstico. O aparecimento da diabetes pode afetar o tratamento de um paciente independentemente do método utilizado.

De acordo com um estudo prospectivo em andamento sendo feito pelo Joint Asia Diabetes Evaluation, os pacientes diagnosticados com diabetes tipo 2 em uma idade mais jovem possuem uma gestão mais pobre de sua doença do que os pacientes que foram diagnosticados numa idade mais avançada. As pessoas que desenvolveram diabetes antes dos 40 anos são consideradas de início jovem e os que desenvolveram diabetes na idade de 41 e mais velhos são de início tardio.

O estudo também constatou que as pessoas diagnosticadas com diabetes antes dos 40 anos de idade tinham mais chances de desenvolver complicações. Em comparação com pacientes que desenvolvem diabetes com mais de 40 anos de idade, estes pacientes tinham uma HbA1c maior e as chances deles atingiram níveis de HbA1c inferior a 7% eram muito pequenas. Eles também foram associados com altos níveis de LDL e estavam em maior risco de desenvolver retinopatia diabética.

Os pesquisadores acreditam que a lógica por trás do início mais jovem de desenvolvimento da diabetes ter mais complicações do que o de início tardio, está associado com a terapia com o uso de estatina. Pacientes com início mais jovem eram menos prováveis de receber estatinas ou inibidores de renina angiotensina para a proteção de órgãos.

Uma abordagem mais agressiva é sugerida para pacientes que desenvolvem diabetes com menos de 40 anos de idade. Estes pacientes têm maior tempo de doença e as estas conclusões encontradas são consistente para todos os países, de acordo com os pesquisadores.

Conclusões:

  • A terapia com estatina deve ser administrada para todos os pacientes diabéticos, independentemente da idade de início para evitar complicações à longo prazo associadas com a doença.
  • Pessoas mais jovens com diagnóstico de diabetes demonstraram ter uma gestão mais pobre do diabetes em comparação com pessoas com início mais tardio do diagnóstico.
  • Constatou-se,  a partir de estudo JADE, que os resultados foram consistentes em todos os países

Yeung RO, Zhang Y, Lucas, A. et al. Diabetes 2 perfis metabólicos e lacunas de tratamento no tipo início jovem  na Ásia: um estudo transversal de uma amostra prospectiva. Lancet Diabetes Endocrinol. 2014 28 de julho

http://www.diabetesincontrol.com/


Similar Posts

Topo