Dispositivo a laser desenvolvido por estudantes monitora glicose sem a necessidade de furar dedo

Estudantes de Princeton realizam testes com o equipamento

No estudo publicado na revista Biomedical Optics Express, pesquisadores usaram um laser especializado para medir o açúcar no sangue. Este método avançado poderia permitir que os diabéticos façam o monitoramento de sua condição sem a necessidade de picar o dedo para extrair o sangue.

Os pesquisadores da Universidade de Princeton conseguiram medir os níveis de açúcar no sangue em pessoas com diabetes usando um laser especializado que passa raios através das células da pele sem causar qualquer dano. Ele é parcialmente absorvido pelas moléculas de açúcar presentes no sangue, o que ajuda a detectar o nível de açúcar no sangue.

Para o experimento, os pesquisadores usaram um dispositivo com laser de cascata quântica para medir o nível de açúcar no sangue de três pessoas saudáveis ​​antes e depois de cada um ter chupado 20 balinhas, que aumentam os níveis de açúcar no sangue. Os pesquisadores também verificaram as medições com um teste de punção digital. Eles realizaram as medições repetidas vezes ao longo de várias semanas.

Os resultados indicaram que, embora a leitura a laser tenha produzido erros médios maiores em comparação com os monitores padrão de açúcar no sangue, eles atenderam às exigências clínicas de precisão.

“Como o laser de cascata quântica pode ser projetado para emitir luz através de uma gama de comprimentos de onda muito grande, a sua usabilidade não é apenas para a detecção de glicose, mas poderia concebivelmente ser usado para outros sensores médicos e aplicações de monitoramento”, disse Gmachl.

Esta pesquisa é uma esperança para melhorar a vida das pessoas que sofrem de diabetes e que precisam monitorar regularmente os seus níveis de açúcar.

“Estamos trabalhando duro para transformar soluções de engenharia em ferramentas úteis para as pessoas usarem em suas vidas diárias”, disse Claire Gmachl, a Eugene Higgins Professor de Engenharia Elétrica e pesquisador sênior do projeto.

Sabbir Liakat, um estudante graduado em engenharia elétrica e principal autor do estudo, disse que a equipe ficou agradavelmente surpresa com a precisão do método. Monitores de glicose são necessários para produzir uma leitura de açúcar no sangue dentro de 20 por cento do nível real do paciente; até mesmo uma versão inicial do sistema atendeu a esse padrão. A versão atual é 84 por cento precisa, disse Liakat.

Fonte: PTI

http://www.thehealthsite.com/


Similar Posts

Topo