Uma única enzima é necessária para o desenvolvimento da diabetes

Uma enzima chamada 12-LO promove o estresse oxidativo induzido pela obesidade nas células do pâncreas que leva à pré-diabetes e diabetes. A ação enzimática da 12-LO é o último passo na produção de certas moléculas pequenas que prejudicam a célula, de acordo com uma equipe da Faculdade de Medicina da Universidade de Indiana, em Indianapolis. Os resultados permitirão o desenvolvimento de medicamentos que possam interferir com esta enzima, prevenindo ou até mesmo revertendo o diabetes. A pesquisa foi publicada na revista Biologia Molecular e Celular .

Quase 40 por cento dos norte-americanos, mais de 120 milhões de pessoas, têm diabetes ou pré-diabetes. A diabetes resulta quando o pâncreas deixa de produzir insulina suficiente para remover o açúcar do sangue.
“Nós supomos que quando os indivíduos comem alimentos ricos em gordura e se tornar obesos, suas células beta do pâncreas não conseguem mais produzir insulina suficiente”, diz o pesquisador principal Raghavendra Mirmira. Em estudos anteriores, esses pesquisadores e seus colaboradores na Eastern Virginia Medical School, mostrou que a 12 LO (que significa 12-lipoxigenase) está presente nessas células apenas em pessoas que estavam acima do peso.

As nocivas e pequenas moléculas resultantes da ação enzimática da 12-LO são conhecidas como HETE’s, abreviação de ácido hidroxieicosatetraenóico. Os HETE’s prejudicam as mitocôndrias, as quais, em seguida, deixam de produzir energia suficiente para permitir que as células pancreáticas fabriquem as quantidades necessárias de insulina.

Para o estudo, os pesquisadores usaram ratinhos geneticamente modificados sem o gene da 12-LO exclusivamente nas células de seus pâncreas. Os ratos foram alimentados com uma dieta com baixo teor de gordura ou dieta rica em gordura.

Tanto os camundongos de controle e os camundongos com a dieta rica em gordura desenvolveram obesidade e resistência à insulina. Os pesquisadores também examinaram as células beta do pâncreas de ambos os camundongos fazendo estudos microscópicos e análise molecular. Aquelas células dos camundongos sem a enzima 12-LO estavam intactas e saudáveis, enquanto que a dos ratos de controle mostraram dano oxidativo, o que demonstra que a 12 LO e os HETE’s resultantes causaram a falha da célula beta.

Mirmira observa que a dieta gordurosa utilizada no estudo foi a dieta ocidental, que compreende principalmente gorduras saturadas “ruins”. Baseado em parte num recente estudo de vias metabólicas relacionadas, ele diz que as gorduras insaturadas e monoinsaturadas – que compreendem a maioria das gorduras na saudável dieta mediterrânica – também são susceptíveis de sofrerem os mesmos efeitos.

“Nossa pesquisa é a primeira a mostrar que a 12 LO na célula beta é a culpada no desenvolvimento da pré-diabetes, em se seguindo dietas ricas em gordura”, diz Mirmira. “Nosso trabalho também dá importante credibilidade à noção de que a célula beta é a célula primária defeituosa em praticamente todas as formas de diabetes e pré-diabetes.”

http://medicalxpress.com/


Similar Posts

Topo