Habilidades de aprendizagem dos alunos é prejudicada pelo diabetes

Uma nova pesquisa realizada na Arábia Saudita, revelou que a diabetes mellitus prejudica as funções cognitivas e parece ter efeitos duradouros sobre as ações de memória, atenção e motoras em crianças em idade escolar. 

O estudo, realizado por Sultan Ayoub Meo, professor no King Saud University (KSU), descobriu esses transtornos entre as crianças, acautelando os pais, instituições médicas e agências governamentais para incentivar ainda mais o controle da doença. 

“Na verdade, as crianças que sofriam de diabetes tinham as notas mais baixas em várias matérias, incluindo biologia, física, química, matemática, em seus exames escolares, em comparação com seus colegas de classe que não tinham a doença”, disse Meo, citando seu próprio estudo que foi publicado em um jornal europeu. 

A descoberta levanta um alerta de como o diabetes está se tornando uma doença comum entre as crianças.

A doença, que afeta o futuro das crianças, vai se tornar mais prevalente se não forem tomadas iniciativas para controlar ou superá-la. 

Os médicos devem considerar o déficit cognitivo de pacientes diabéticos tão a sério como outras complicações da diabetes, diz Meo. 

Ele disse que a incidência desta doença e suas complicações, sobretudo a do tipo 2, podem ser minimizadas através da manutenção de uma dieta saudável, atividade física regular, manutenção de um peso corporal normal e ainda evitando o uso do tabaco. 

Ele ressaltou que os países do mundo árabe com a maior prevalência de diabetes tipo 2 são Arábia Saudita, Bahrein, Kuwait, Emirados Árabes Unidos, Catar e Omã.

A Arábia Saudita tem a maior incidência de diabetes, que já cruza a linha vermelha de 30 por cento da população, e que a doença está se tornando mais comum entre os obesos e crianças, além de pessoas que vivem em áreas urbanas.

http://www.arabnews.com/


Similar Posts

Topo