Os 6 Piores Alimentos para a Diabetes

Milhões de pessoas no mundo todo têm diabetes e a diabetes cobra um enorme pedágio sobre a saúde da nossa população. A diabetes acelera o envelhecimento; danifica os rins, sistema cardiovascular, olhos e tecido nervoso; e ainda aumenta o risco de câncer.

As complicações devastadoras e mortes prematuras relacionadas com o diabetes podem ser evitadas. A causa principal do número astronômico tanto da obesidade quanto da diabetes é a dieta empobrecida em nutrientes. Os piores alimentos para diabetes – os alimentos que elevam o açúcar no sangue, reduzem a sensibilidade à insulina fazendo aumentar o risco do tipo 2 da diabetes – são alimentos comuns na dieta padrão da nossa população.

1. Açúcares adicionados

Desde que a diabetes é caracterizada pelos níveis anormalmente elevados de glicose no sangue, é claro que é aconselhável evitar os alimentos que causam elevação dos picos de glicose no sangue – principalmente alimentos refinados, como bebidas adoçadas com açúcar, desprovidas de fibra que retardam a absorção da glicose no sangue. Alguns sucos de frutas, alimentos processados ​​açucarados e sobremesas doces têm efeitos semelhantes. Estes alimentos promovem a hiperglicemia e resistência à insulina, e também  provocam a formação de produtos de glicação avançada no corpo, AGEs. AGEs alteram a função normal e saudável de proteínas celulares, endurecendo os vasos sanguíneos, que aceleram o envelhecimento e dão causa à maioria das complicações do diabetes.

2. Grãos refinados (arroz branco e produtos à base de farinha branca)

graos-refinados

Carboidratos refinados como arroz branco, macarrão comum e pão branco não possuem a fibra do grão original, de modo que elevam a glicemia para níveis altos mais rápido do que suas contrapartes não transformadas e ainda intactas. Em um estudo de 6 anos com 65 mil mulheres, pessoas com dietas ricas em carboidratos refinados de pão branco, arroz branco e massas, tiveram 2,5 vezes mais probabilidade de serem diagnosticadas com diabetes tipo 2 em comparação com aquelas que comiam alimentos de menor índice glicêmico como cereais e pão integrais. Em uma análise de quatro estudos prospectivos sobre a relação entre o consumo de arroz branco e diabetes, descobriu-se que cada porção diária de arroz branco faz aumentar o risco de diabetes em 11%. Além dos efeitos colaterais do aumento da glicose, alimentos amiláceos cozidos também contêm AGE, que acelera o envelhecimento e traz complicações do diabetes.

3. Frituras

batata-frita

Batatas fritas, donuts e outros amidos fritos a princípio são alimentos de alto índice glicêmico possuindo altos níveis de caloria e com poucos nutrientes na forma de óleo. A combinação de carboidratos e óleo é particularmente potente para estimular os hormônios ao armazenamento de gordura. Além disso, como outros amidos cozidos, alimentos fritos contêm AGEs.

4. Gorduras Trans (margarina, gordura, Fast Food, ​​Assados processados)

gordura trans

Diabetes acelera doenças cardiovasculares. Uma vez que a grande maioria dos diabéticos (mais do que 80 por cento ) morrem de doenças cardiovasculares, qualquer comida que aumenta o risco cardiovascular será especialmente problemática para as pessoas com diabetes. Ingestão de gordura trans é um forte fator de risco dietético para doenças do coração; mesmo uma pequena quantidade de ingestão de gordura trans aumenta o risco.

Para além dos seus efeitos cardiovasculares, gorduras saturadas e trans reduzem a sensibilidade à insulina, conduzindo à glicose elevada e maiores níveis de insulina, provocando maior risco de diabetes.

5. Carnes vermelhas e processadas

carne processada

Muitos diabéticos passaram a acreditar que, se os grãos de açúcar e refinados e outros alimentos com alto índice glicêmico elevam o nível de açúcar no sangue e de triglicérides, devem evitar comer estes alimentos e passarem a comer mais proteína animal para manter seus níveis de glicose sob controle. No entanto, vários estudos têm confirmado que o consumo elevado de carne aumenta o risco de diabetes. Uma meta-análise de 12 estudos concluiu que o consumo elevado de carne aumenta em 17% o risco para a diabetes do tipo 2 em relação a aqueles que tem um baixo consumo. A ingestão elevada de carne vermelha aumenta o risco em 21%, e a ingestão alta de carne processada aumenta o risco em 41%.

6. Ovos inteiros

ovos-fritos

Comer 5 ovos / semana ou mais está associado a um aumento do risco de desenvolver diabetes de tipo 2. Quando se trata de doenças do coração, os ovos têm sido um tema controverso. No entanto, para aqueles com diabetes, a pesquisa não é controversa; há ligações claras em muitos estudos observacionais para grandes aumentos no risco. Outros grandes estudos prospectivos, como ‘Health Study, Health Professionals Follow-up Study, e Physicians’ The Nurses Health Study relatou que os diabéticos que ingeriram mais de um ovo / dia dobrou sua doença cardiovascular ou risco de morte em comparação com os diabéticos que ingeriram menos de um ovo por semana. Outro estudo de diabéticos relatou que aqueles que comiam um ovo / dia ou mais tiveram um aumento de 5 vezes no risco de morte por doença cardiovascular.

Se você quiser evitar o diabetes e melhorar a sua expectativa de vida, evite estes seis alimentos e adote uma dieta rica em nutrientes.

Este artigo foi originalmente publicado em  www.drfuhrman.com . Leia o original aqui.

http://www.theepochtimes.com/


Similar Posts

Topo