Qual é o custo real da alimentação saudável?

Será que realmente custa mais caro comer alimentos saudáveis? Um estudo realizado por pesquisadores de Harvard, o estudo mais detalhado de seu tipo, diz que sim. Foi comparado o custo de uma dieta saudável com o custo de uma dieta cheia de alimentos processados ​​e doces. O estudo conclui que o custo final é maior em cerca de US $ 1,50 por pessoa a cada dia ou US $ 550 por ano.

Como observado em 05 de dezembro de 2013, num artigo do Huffington Post escrito por Carey Polis, “Os autores do estudo advertem que o US $ 1,50 por dia é baseado na comparação de uma dieta muito saudável – como o caso de uma repleta de frutas, legumes e peixe – com uma dieta cheia de alimentos processados, carnes e grãos. A diferença de preço é, portanto, com base em um contraste relativamente extremo. “Sugiro que a diferença de preço representa apenas uma parte da história, e ignora alguns custos reais mais amplos de alimentos baratos”.

“Irritante!” proclama o famoso chef e autor best-seller de livros de receitas Rocco DiSpirito, que discorda das conclusões. “É um estudo tão absurdo, porque não considera as porções e o custo líquido por porção. Este estudo ignora muito mais do que considera na determinação do custo real de comer bem. Que tal o custo da obesidade?” De fato, o Centro de Controle e Prevenção de Doenças concluiu que a obesidade nos EUA é comum, grave e cara. Mais de um terço dos adultos norte-americanos (35,7 por cento) são obesos. Condições relacionadas à obesidade incluem doença cardíaca, derrame, diabetes tipo 2 e certos tipos de câncer – algumas das principais causas de morte evitável. “Quanto custa à sua família quando o chefe de família morre 20 anos mais cedo do que deveria por causa do diabetes tipo 2?”, pergunta DiSpirito.

Vamos aceitar que as conclusões do estudo são precisas. Some agora os custos médicos adicionais causados pela obesidade e então você poderá comparar com o real, maçãs com maçãs. O CDC estima que o custo médico anual de obesidade nos EUA foi de 147,000 milhões dólares em 2008. Ao final, o custo médico para as pessoas que são obesas foi 1.429 dólares mais elevado do que para os de peso normal. Ao deduzirmos o custo da alimentação saudável dessas despesas médicas elevadas de maus hábitos alimentares, isso produz uma economia anual de 879 dólares por ano por pessoa. Isso sem levar em consideração outros impactos econômicas, como o tempo perdido de trabalho devido a problemas de saúde relacionados à obesidade.

Conheci DiSpirito mês passado, quando da produção de um programa sobre a cozinha saudável no dia de Ação de Graças no Inside Edition. Fiquei espantado ao descobrir que um adulto típico americano consome 4.500 calorias durante esta festividade. Isso é mais do que duas vezes a ingestão diária de calorias típica, tudo comido em uma única refeição!

DiSpirito me mostrou e aos nossos telespectadores como reduzir esse número para apenas 350 calorias e ainda desfrutar de peru, recheio e molho de carne, molho de cranberry e batata-doce. Adicionou outras 150 calorias para um bolinho de chocolate com abóbora e você ainda estaria comendo apenas um quarto da ingestão calórica diária típica e 10 por cento da média da refeição de Ação de Graças.

Minha filha e eu testamos as suas receitas, preparando o nosso próprio jantar de Ação de Graças durante a nossa reunião de família. Comparamos nossos pratos com os de minha mãe e as doses mais saudáveis ​​eram tão gratificantes e saborosas, se não mais (desculpe, mãe). Além disso, a gente comia sem culpa.

DiSpirito sustenta que a diferença de custos dos alimentos por si só, entre refeição saudável contra refeições insalubres, representa apenas uma parte da imagem. “Ela não leva em consideração a economia de gás, de condução para ir a restaurantes de fast food, ao invés de preparar alimentos frescos em casa. E o dinheiro economizado com a redução do consumo de álcool em uma dieta saudável? Isso também é uma despesa grande.” Então, é claro, adicionar os outros fatores que têm um impacto imenso, ou seja, qualidade de vida, que por todas as contas – econômica, emocional e física – parece substancialmente melhor quando você come alimentos saudáveis. Acredito que comer alimentos saudáveis ​​pode, à primeira vista, parecer ser mais caro, mas irá nos custar mais caro se não o fizermos.

 

http://www.huffingtonpost.com/


Similar Posts

Topo