Médico diz que 80% dos alimentos podem ser consumidos crus

Alberto Gonzalez explica em seu livro a importância de alimentos saudáveis

Cerca de 80% dos alimentos não precisam de cozimento antes de ser consumidos. E segundo os médicos, o consumo deles melhora os índices bioquímicos, como o colesterol e, ainda, previne de doenças como o câncer. O médico e cientista especialista no assunto, Alberto Gonzalez, esteve em Marília (SP) e defende que comida é remédio e pode curar qualquer tipo de doença, desde respiratória ou até diabetes. Para fazer efeito, nada pode ser cozido, frito ou assado. Os alimentos devem ser de origem vegetal.

De acordo com o especialista, em 10 dias já é possível ter resultados, como liberação de água retida pelo corpo, melhora de digestão e disposição. Gonzalez defende a cura e a saúde pela “alimentação viva” e lançou um livro que vendeu mais de 60 mil exemplares.

“A ideia é que 80% da alimentação podem ser crua e as pessoas não acreditam que é possível isso. Você pode ter 80% do carrinho do supermercado e 80% da cozinha de alimento cru e você vai ficar muito bem obrigado, melhorando todos os índices bioquímicos e melhorando a saúde no geral”. Para livrar-se da doença é preciso suprimir o uso do fogo na preparação dos alimentos. O consumo de comidas cruas se baseia em vegetal, variada e viva, que é o crudivorismo”, informou o médico.

Para os praticantes do regime, cozinhar alimentos significa romper a cadeia natural. “Embora a descoberta do fogo tenha possibilitado o consumo de opções mais macias e saborosas, também deu oportunidade à alteração na estrutura dos alimentos, coagulando proteínas e destruindo micronutrientes e enzimas. A dieta ganhou seguidores em todo o mundo por ser considerada um verdadeiro modelo antienvelhecimento”, afirmou Alberto Gonzalez.

lugardemedico_2DUm dos benefícios da dieta é a facilidade de digestão e absorção de nutrientes. O que significa maior consumo de fibras, antioxidantes, além do melhor aproveitamento de  propriedades anti-inflamatórias. “O risco é o desenvolvimento de anemia por deficiência de ferro, seja por baixas fontes na dieta, seja por má absorção decorrente de muita fibra, e de outros nutrientes, como zinco e vitamina B12, ambos importantes na função imunológica”, observou.

Outro aspecto favorável da boa digestão é a possibilidade de maior consumo de alimentos, sem o risco de aumento de peso. “A pessoa pode acrescentar junto com o arroz e também uma carne, uma quantidade de vegetais que, ao interagir com os alimentos, vão fazer bem pra ela”, contou.

Uma das dicas do médico é comer uma maçã por dia. Os benefícios, segundo ele, são muitos, mas o principal deles é a redução do colesterol. A cenoura protege contra o diabetes e, o brócolis, contra o câncer. Já a alface acalma os nervos e o pepino é um hidratante natural infalível. “O importante é que todo mundo saiba o que acontece quando comemos um alimento. Depois todo mundo vai colocar na balança e dizer se já é preciso reduzir um pouco as carnes, por exemplo”, completou o médico.

Outras dicas de alimentação podem ser encontradas no site do médico.

 

http://g1.globo.com/

PS do Editor TiaBeth: O livro acima pode ser encontrado nos links abaixo:

http://compare.buscape.com.br/proc_unico?id=3482&kw=lugar+medico+na+cozinha

http://www.livrariasaraiva.com.br/produto/2613454/lugar-de-medico-e-na-cozinha

 


Similar Posts

Topo