Quais são os efeitos físicos e emocionais da diabetes?

Tal como acontece com muitas outras doenças, o paciente pode se sentir isolado quando diagnosticado com diabetes. Não só a própria doença é complicada e difícil de entender, como também ela exige que a pessoa tenha uma quantidade enorme de atenção ao estilo de vida e regimes de tratamento.

Nenhuma outra doença requer o máximo de envolvimento do paciente ou tanta cooperação com médicos, enfermeiros e nutricionistas. No dia-a-dia, a pessoa com diabetes torna-se o seu próprio médico, testando os níveis de glicose no sangue e ajustando a dieta e medicamentos até obter o melhor controle possível. Pode ser uma responsabilidade tão cansativa que às vezes torna-se insuportável, especialmente quando as coisas não estão indo bem. Para complicar ainda mais, os pacientes podem se sentir impotentes ao tentar evitar as complicações da doença.

Todos esses sentimentos são compreensíveis, e até mesmo normal. Se você tem diabetes, no entanto, é fundamental entender que você não está sozinho em seus esforços. Embora seja uma doença que deva ser levada a sério e acompanhada com diligência, a diabetes não precisa ter o mesmo impacto sobre a sua vida e saúde, como tinha sobre as pessoas no passado.

Com a educação, motivação e apoio de sua equipe de saúde e de seus amigos e familiares, muitos dos efeitos físicos e emocionais da diabetes podem ser adiados e até evitados. Enquanto isso, os pesquisadores continuam desenvolvendo melhores medicamentos, enquanto que novos produtos ajudarão a tornar mais fácil o gerenciamento da doença.

O estresse tem um impacto único em uma pessoa com diabetes. Durante os períodos de estresse físico, mental ou emocional, os níveis de glicose no sangue podem tornar-se muito elevados. Isso pode acontecer para eventos de vida que são positivos – por exemplo, no caso de uma promoção no trabalho – ou negativos, como por exemplo, passar por dificuldades conjugais ou financeiras.

O estresse pode fazer com que a pessoa se distraia de sua rotina de manutenção diligente da diabetes, tornando o problema pior. Claramente, é importante que as pessoas com diabetes tentem identificar as tensões em suas vidas e façam um esforço para lidar com elas de forma eficaz. Os métodos de combate ao estresse incluem:

  • A manutenção de uma perspectiva positiva.
  • Manter uma rotina regular de exercícios físicos.
  • Participar de um grupo de apoio (ou associação) para pessoas com diabetes.
  • Relaxar com meditação, oração ou exercícios de respiração.
  • Discutir questões estressantes com um amigo, membro da família ou psicólogo.

Efeitos físicos do Diabetes

Diabetes afeta o corpo de várias maneiras. Em primeiro lugar, a doença afeta o estado nutricional de um indivíduo. Uma pessoa com diabetes mal controlada não é capaz de armazenar e metabolizar os carboidratos, gorduras e proteínas de forma normal e saudável.

Sendo assim, após as refeições, os nutrientes permanecem na corrente sanguínea por mais tempo do que deveriam, não ficando disponíveis para os tecidos obterem a energia, crescimento ou reparo. Este é um problema particular para muitos daqueles com diabetes tipo 1 por causa dos baixos níveis de insulina no sangue. Para quem tem diabetes tipo 2, os nutrientes podem, eventualmente, entrar nos tecidos uma vez que existe alguma insulina disponível, mas também podem causar altos níveis de açúcar e gordura presentes no sangue.

Esta acumulação de nutrientes no sangue provoca uma perda de glicose, água e sais minerais através dos rins e na urina. Com efeito, as pessoas com diabetes podem não obter todos os benefícios da comida que comem, porque muitos dos nutrientes continuam na corrente sanguínea ou são perdidos na urina. Este estado nutricional deficiente leva à exaustão e a uma sensação geral de mal estar. Embora algumas pessoas com diabetes afirmem sentir-se mais confortáveis quando seus níveis de glicose no sangue estão altos, a grande maioria dos pacientes se sente melhor com os valores de glicose no sangue abaixo de 150 mg / dl, especialmente se esse nível de controle é mantido por vários dias.

Outro efeito da diabetes envolve o sistema imunológico, o que normalmente protege um indivíduo de bactérias, vírus e outros tipos de infecções. Na pessoa com diabetes que tem valores elevados de glicose no sangue, os glóbulos brancos do sistema imunológico, funcionam mal. Além disso, todos os fluidos do corpo têm níveis mais elevados de açúcar e de nutrientes, o que os tornam mais convidativos para o crescimento e multiplicação das bactérias.

Por esta razão, os pacientes com diabetes mal controlada têm um maior risco de infecção em comparação com indivíduos sem diabetes ou com a diabetes sob controle, e muitas vezes as infecções são mais graves e mais difíceis de curar com antibióticos.

Infecções do trato urinário e vaginal são particularmente comuns. O sistema imunológico é também muito importante para a cicatrização da pele após uma lesão. Com diabetes mal controlada, a cicatrização é mais lenta e úlceras de pele podem aparecer e persistir, especialmente nos pés. Estes correm um alto risco de se tornarem infectados.

Os efeitos mais difíceis e graves causados pela diabetes mal controlada são vistos nos nervos, rins, coração e outros tecidos. Embora estes problemas possam não se manifestar por muitos anos, eles causam a maior parte do sofrimento que ocorre com a diabetes. É agora claro que o nível elevado de glicose, e talvez outros nutrientes, provoquem danos nos pequenos e grandes vasos sanguíneos do corpo. Ao longo dos anos esse dano se acumula e se torna impossível de reverter.

Os menores vasos sanguíneos, que carregam nutrientes para as células individuais do corpo, são os mais propensos a sofrer ferimentos causados ​​pela diabetes. As estruturas de suporte que rodeiam estes vasos sanguíneos podem enfraquecer, levando-os a vazar. Os vasos também se tornam mais propensos ao entupimento. Esses pequenos vasos são particularmente importantes para os olhos, nervos e rins.

Na parte do olho chamada retina, o líquido ocular ou sangue podem vazar de vasos danificados. Eventualmente, um tecido cicatricial pode formar.  Porém todos estes problemas podem causar problemas de visão e pode resultar em cegueira.

 

http://www.newsfix.ca/

PS do Editor TiaBeth:

Apenas lembrando que no caso da pessoa com diabetes mantiver um mínimo de controle do nível de açúcar no sangue, praticamente nada dessas graves consequências ocorre.

 


Similar Posts

Topo