Um quarto dos pacientes com insuficiência cardíaca no Reino Unido tem diabetes

Preocupação: Especialistas alertam que as taxas da doença estão atingindo níveis “epidêmicos”, em grande parte devido ao aumento das taxas de obesidade

Mais de um quarto (25%) dos pacientes levados para os hospitais por insuficiência cardíaca agora tem diabetes, revelou um relatório hoje do Sistema Nacional de Saúde do Reino Unido.

Especialistas alertam que as taxas da doença estão atingindo níveis “epidêmicos”, em grande parte devido ao aumento das taxas de obesidade.

O relatório do Sistema Nacional de Saúde do Reino Unido mostrou que pessoas que sofrem de diabetes possuem um terço mais de probabilidade de morrer de qualquer causa dentro dos próximos 12 meses do que todos os outros pacientes.

A insuficiência cardíaca ocorre quando o coração está muito fraco para bombear o sangue ao longo do corpo com a pressão correta, o que pode causar falta de ar e fadiga.

Ela afeta 750.000 britânicos e cerca de três quartos morrem dentro de cinco anos depois de diagnosticados, geralmente quando o coração eventualmente, perde a capacidade de bombear o sangue.

Pacientes com diabetes são mais propensos e tendem a ter maior pressão e colesterol mais alto, o que coloca um trabalho extra sobre o coração.

O relatório do Centro de Informação em Saúde e Assistência Social – que analisou os registros de dois milhões de pacientes – estima que 24.900 destes podem ter morrido precocemente no ano passado.

Dr. Bob Young, do HSCIC disse: “Esta auditoria é uma chamada para o país acordar. A insuficiência cardíaca é evitável e tratável”.

“Todos os profissionais de saúde devem estar cientes de quanto a insuficiência cardíaca é mais comum entre os pacientes com diabetes e quão alto é o  risco de morte à curto prazo”.

Barbara Young, diretora-executivo da organização britânica da UK Diabetes, disse: “A descoberta de que um em cada quatro pessoas admitidas no hospital com insuficiência cardíaca tem diabetes é uma ilustração gritante de como estamos enfrentando uma epidemia de complicações relacionadas ao diabetes.

“Esperamos que este relatório seja um estímulo para uma ação, tanto do Sistema de Saúde quanto das pessoas com diabetes. Dado o quanto maior é o risco, é vital que as pessoas com diabetes tenham a sua pressão arterial e colesterol verificados por pelo menos uma vez por ano e que, se os níveis estiverem acima do normal, que em seguida eles tentem baixá-los”.

 

http://www.dailymail.co.uk/


Similar Posts

Topo