Dificuldade para emagrecer? Conheça 7 hábitos que prejudicam a dieta

Pular o café da manhã e adotar dietas restritas não favorece o emagrecimento

Dicas sobre como acelerar a perda de peso e pesquisas sobre alimentos que fazem bem são abundantes. Diante de tantos dados, algumas pessoas podem ficar perdidas e não seguir os métodos corretos que garantem emagrecimento saudável e a manutenção da saúde a longo prazo. O site The Huffington Post enumerou sete hábitos errados que devem ser descartados de vez.

1 – Pular o café da manhã

Cerca de 10% das pessoas ainda pulam o café da manhã. Os dados são de uma pesquisa americana de 2011, mas de acordo com recente estudo da Universidade de Tel Aviv, o café da manhã é a refeição mais importante do dia, principalmente para quem quer perder peso. Pesquisados da instituição colocam obesos em dois grupos, ambos consumindo a mesma quantidade de calorias diariamente. A diferença era que um consumia a maior quantidade delas no café da manhã e o outro, no jantar. Em 12 semanas, a perda de peso foi duas vezes maior no grupo de comia mais no café da manhã e moderava no jantar.

2 – Apostar em dietas de sucos

A proposta de processar vegetais e frutas em formas líquidas promete limpar o corpo de toxinas e ajudar na perda de peso. Mas o emagrecimento em geral não é definitivo e pode causar irritabilidade e problemas de metabolismo. Trocar uma ou outra refeição por um suco ou mesmo o lanche da tarde é válido, mas não como única forma de alimentação. Segundo o médico Glenn Braunstein, do Cedars-Sinai Medical Center, ingerir apenas sucos também não fornece a quantidade necessária de fibras ao organismo.

3 – Tomar refrigerantes

Essas e outras bebidas adoçadas artificialmente podem levar ao ganho de peso, diabetes do tipo 2, problemas de pressão e outros ainda piores, como derrames e ataques cardíacos, segundo estudo da Universidade de Purdue, nos Estados Unidos. A pesquisa conduzida pela neurocientista Susan E. Swithers mostra que a habilidade do corpo em processar calorias vindas de doces está sendo abalada pelos componentes artificiais em refrigerantes e outras bebidas. Prefira tomar água gaseificada.

4 – Cortar grupos inteiros de alimentos

Não há receita mágica para emagrecer e isso inclui cortar grupos inteiros de alimentos, como os que contêm glúten, carboidratos, açúcar e carne. A exclusão só é bem-vinda no caso de diagnósticos como o da doença celíaca, por exemplo, identificada como reação ao consumo da proteína glúten e que pode causar vômitos, diarreia, constipação e perda de peso.

5 – Cortar a gordura de tudo

O que parece óbvio não funciona na prática. Adotar uma dieta de pouca ingestão de gorduras pode levar ao aumento de peso, segundo pesquisa da Faculdade de Saúde Pública de Harvard. Segundo a entidade, é preciso focar na quantidade de calorias ingeridas, bem como no tipo de gordura. Fazem mal ao corpo as trans e as saturadas, encontradas em alimentos processados. As mono e polinsaturadas devem estar presentes. Outra recomendação é a de que as pessoas fiquem atentas às quantidades, pois tendem a comer mais quando o item é apresentado contando pouco índice de gordura.

6 – Passar fome

Dietas de baixa ingestão calórica não surtem efeito a longo prazo. Aliás, a grande maioria volta a ganhar peso em quatro ou cinco anos. Uma melhor estratégia é a de reduzir de maneira realista a quantidade de calorias consumidas por dia e manter essa meta para sempre, não apenas por um período. Cortar cerca de 250 calorias por dia é melhor do que tentar seguir regime com 1200 calorias por meses, dizem especialistas.

7 – Pensar em dieta

Mudar de estilo de vida em vez de simplesmente fazer dieta é a chave para um emagrecimento saudável e permanente. Ninguém segue uma dieta a vida toda, mas bons hábitos podem acompanhar a pessoa em todas as etapas da vida.

 

http://saude.terra.com.br/


Similar Posts

Topo