Fatores que contribuem para o sofrimento psíquico em pacientes jovens com diabetes

Pesquisadores do Royal College of Surgeons, na Irlanda (RCSI) e do Departamento de Sociologia na University College Cork (UCC) identificaram uma série de fatores que causam sofrimento psicológico em adultos jovens com diabetes tipo 1. Eles também descobriram que os pacientes sentem-se frustrados por não ter acesso a apoio psicológico, algo que acreditam que poderia moderar esse estresse relacionado ao diabetes.

A pesquisa constatou uma série de fatores que podem desencadear distúrbios psicológicos relacionados ao diabetes em jovens com diabetes tipo 1. Estes incluem:

  • a auto-consciência
  • o estigma ligado à doença
  • dificuldades de gestão do diabetes
  • tempo de espera juntamente com a falta de assistência no sistema de saúde atual
  • preocupações com o futuro e apreensão sobre a gravidez

O estudo descobriu que os jovens são muitas vezes relutantes em se abrir e falar sobre esses problemas psicológicos.

O diabetes tipo 1 geralmente se desenvolve em crianças e adultos jovens. Nesta forma de diabetes, o corpo deixa de produzir insulina e o nível de açúcar no sangue do corpo (glicose) aumenta. O tratamento para controlar o nível de glicose no sangue é através de injeções de insulina acompanhados por uma dieta saudável.

O estudo, financiado pela Irlanda Diabetes Research Alliance e pelo Health Research Board (HRB), investigou as causas deste sofrimento psicológico através da realização de entrevistas em profundidade com jovens adultos irlandeses em seus vinte anos com diabetes tipo 1 e com os profissionais de saúde que trabalham em estreita colaboração com esses jovens adultos.

Co-pesquisador do estudo, o professor Seamus Sreenan, Consultor em Diabetes e Endocrinologia no Connolly Hospital e Diretor do Programa de Pós-Graduação no Entry RCSI disse: ‘Estamos focados em pessoas nos seus vinte anos, porque este é um momento na vida de muitos jovens onde eles estão começando suas carreiras, iniciando seus relacionamentos e migrando para serviços de saúde de adultos, e ainda o tempo todo tentando controlar sua diabetes. Isso pode levar alguns jovens a se sentirem sobrecarregados.

A pesquisa constatou que a aflição psicológica relacionada ao diabetes pode ser atenuado por uma oportunidade de conversar com os profissionais de saúde sobre suas frustrações, participando de programas de educação em diabetes e participando de grupos de apoio de pares. Pacientes irlandeses jovens com diabetes relutam em se abrir e falar sobre questões psicológicas com os profissionais de saúde, devido às curtas consultas clínicas e falta de familiaridade com o seu médico.

Prof Sreenan explicou que, “o sofrimento psicológico é uma questão importante para os jovens com diabetes tipo 1, nesta faixa etária. Acreditamos que os resultados indicam a importância dos profissionais de saúde se focarem  nos estados emocionais de jovens com diabetes, bem como com suas condições físicas”.

Jovens adultos irlandeses estão agora se voltando para sites de mídia social, como Twitter e Facebook, para encontrarem apoio social e psicológico ao invés de buscar isso a partir de profissionais de saúde. Os sujeitos do estudo sentem que ter a oportunidade de conversar sobre suas angústias sobre o diabetes com os profissionais de saúde deve ser um componente do cuidado padrão do diabetes.

 

http://www.sciencedaily.com/


Similar Posts

Topo