Mantenha a diabetes sob controle com dietas de baixo carboidrato e mediterrânea

Uma combinação de uma dieta pobre em carboidratos com hábitos alimentares de estilo mediterrânico, pode reduzir o risco de sofrer diabetes, mostra nova pesquisa.

Especialistas descobriram que a ingestão de uma dieta rica em frutas, vegetais e azeite de oliva ao mesmo tempo pode cortar açúcares e amidos, ao mesmo tempo que reduz o risco de diabetes tipo 2 em 20%.

A dieta pobre em carboidratos envolve evitar alimentos como pão, massas e batatas.

A dieta mediterrânea – típico de pessoas que vivem em países como a França, Grécia, Espanha e Itália – envolve comer muita fruta, legumes, peixes, nozes, cereais integrais e gorduras “saudáveis”, como as existentes em azeite de oliva virgem, enquanto evitam a carne vermelha e produtos lácteos.

Ambas as dietas têm conhecidos benefícios. Uma dieta de baixo carboidrato foi demonstrada possuir um efeito bastante eficaz sobre a perda de peso, melhorando os níveis de colesterol e baixando a tensão arterial.

A dieta mediterrânea tem sido regularmente demonstrada em estudos científicos, melhorar a saúde do coração, prevenir o câncer, reduzir o risco de acidente vascular cerebral e até mesmo proteger contra a doença de Alzheimer.

A nova pesquisa liderada pelo Dr. Carlo La Vecchia, do Instituto Mario Negri de Pesquisa Farmacológica, em Milão, olhou para os pacientes da Grécia que fazem parte de um estudo conduzido pela Dra. Antonia Trichopoulou, da Universidade de Atenas.

Um total de 22.295 pacientes foram acompanhados por mais de 11 anos e 2.330 casos de diabetes tipo 2 foram registrados.

Para avaliar os hábitos alimentares, todos os participantes preencheram um questionário e os pesquisadores construíram uma escala de 10 pontos de pontuação para a dieta mediterrânica e uma escala similar para medir o nível de carboidratos consumidos.

Os resultados, publicados na revista Diabetologia, mostram que uma alta pontuação da dieta mediterrânica, combinada com baixos carboidratos reduziu as chances de desenvolver diabetes em 20 por cento.

Libby Dowling, assessor clínico da ONG Diabetes UK, disse: “O estudo sugere que as pessoas que adotam uma dieta de estilo mediterrâneo, também podem reduzir o risco de diabetes tipo 2.

“Mas, enquanto a dieta mediterrânea possa muitas vezes ser saudável, a evidência de que é particularmente eficaz na redução do risco de diabetes tipo 2 não é conclusiva.

“A melhor maneira de reduzir o risco de desenvolver diabetes tipo 2 é perder o excesso de peso através de uma dieta saudável e equilibrada.”

 

http://www.express.co.uk/


Similar Posts

Topo