Ir a pé para o trabalho reduz risco de diabetes e hipertensão

Pesquisa constatou que passageiros de automóveis têm pressão arterial mais elevada e mais obesidade

As pessoas que costumam ir a pé para o trabalho possuem 40 por cento menos probabilidade de desenvolver diabetes e 17 por cento menos probabilidade de desenvolver hipertensão arterial do que aqueles que pegam seus carros, de acordo com um novo estudo.

Os pesquisadores analisaram dados de 20 mil residentes no Reino Unido para examinar como a forma com que se deslocam para ir trabalhar afeta suas saúdes.

Andar a pé, de bicicleta ou de transporte público, todos estavam associados a um menor risco de ficar acima do peso do que aqueles que dirigiam ou tomavam um táxi. Pessoas que iam de bicicleta para o trabalho tinham cerca de metade da probabilidade de ter diabetes em relação a aquelas que viajavam de carro.

O estudo também descobriu que 19 por cento das pessoas que usaram o transporte particular – como carros, motocicletas ou táxis – para chegar ao trabalho, eram obesos, em contraste com 15 por cento das pessoas que caminhavam e 13 por cento daquelas que pedalavam.

A forma de se deslocar para o trabalho variou amplamente em diferentes partes do Reino Unido. Por exemplo, 52 por cento das pessoas em Londres utilizavam o transporte público, em comparação com 5 por cento na Irlanda do Norte, de acordo com o estudo publicado em 06 de agosto no American Journal of Preventive Medicine .

Pressão arterial elevada, diabetes e excesso de peso são todos fatores de risco para doenças cardíacas e circulatórias. As novas descobertas mostram que as pessoas podem reduzir os riscos de sérios problemas de saúde, como ataques cardíacos, evitando deslocamentos de carro, disseram os pesquisadores.

“Este estudo destaca que a adoção da atividade física na rotina diária, seja a pé, de bicicleta ou através do uso do transporte público para se chegar ao trabalho, é bom para a saúde pessoal”, disse Anthony Laverty, da Escola de Saúde Pública do Imperial College London em um comunicado liberado por sua faculdade.

“As variações entre as regiões sugerem que a infra-estrutura e investimento no transporte público, a pé e de bicicleta podem desempenhar um papel importante no sentido de incentivar uma vida saudável, e que incentivar as pessoas a abandonar o uso do automóvel pode ser bom para eles, bem como para o meio ambiente”, disse ele.

Embora os pesquisadores tenham descoberto uma associação entre o deslocamento a pé ou de bicicleta para o trabalho com a diminuição do risco de diabetes e pressão arterial elevada, não prova necessariamente uma relação de causa-e-efeito.

 

http://diabetes.webmd.com/


Similar Posts

Topo