Em estudo, nova pílula para reduzir a glicose

Segundo a pesquisa de um laboratório na Carolina do Norte, em relação ao diabetes tipo 1, há mais com que se preocupar do que simplesmente a falta de insulina.

Além da insulina, as pessoas com tipo 1 da diabetes não produzem a proteína SOGA, que em sua essência reduz a produção de glicose no sangue em nosso corpo, de acordo com Terry Combs da Combs Lab em Chapel Hill.

Combs, um professor assistente na Universidade da Carolina do Norte em Chapel Hill, e uma equipe de pesquisadores descobriram a proteína SOGA em 2010.

Naqueles que não são diabéticos, a equipe verificou que a SOGA é lançada ao mesmo tempo que a insulina, e faz bloquear a produção de glicose na hora das refeições. E pelo fato das pessoas com diabetes tipo 1 não produzirem SOGA durante a refeição, seus níveis de glicose no sangue sobem.

“O corpo acaba produzindo uma quantidade muito maior de glicose do que necessitaria, mesmo se não fosse diabético”, Combs disse em uma entrevista publicada online no Diabetes Care. “O corpo de um diabético do tipo 1 ou tipo 2, produz um excesso de glicose em diferentes graus. Assim, a razão do açúcar no sangue vai a níveis tão altos após uma refeição, uma vez que você está recebendo uma dupla infusão de açúcar no sangue, resultante de uma da produção do seu próprio corpo e uma outra proveniente do alimento em seu trato gastrointestinal”.

Em seu laboratório, Combs trabalha na produção de um comprimido que iria recriar os efeitos da SOGA, e evitar que o corpo produza glicose em excesso, que deverá ter o potencial de eliminar a necessidade de insulina inteiramente, ou pelo menos que venha a reduzir a quantidade necessária para manter a glicose no sangue a níveis mais estáveis.

Combs está atualmente testando o uso da SOGA sintética em ratos, e espera começar estudos em humanos dentro de dois a três anos, dependendo do financiamento disponível. O laboratório está pronto para lançar uma campanha para arrecadar a quantia mínima necessária de $ 2,5 milhões para a pesquisa.

“Nós vamos descobrir isso à medida que avançarmos”, disse ele. “Você pode tomar uma pílula sem medir o nível de glicose, porque não causaria baixa de açúcar no sangue, não correndo assim riscos de hipoglicemia. E ainda existe a possibilidade de uma versão com ação rápida e outra de ação lenta. ”

Para mais informações, visite www.combslab.com .

 

http://diabeteshealth.com/


Similar Posts

Topo