Dicas para se viver bem com diabetes

Através do controle apropriado do açúcar no sangue, muitos problemas, tais como a doença dos olhos, doença renal, doença cardíaca, danos nos nervos e outros graves problemas nos pés podem ser evitados ou, na pior das hipóteses, postergados. Para se viver bem com diabetes é preciso manter um estilo de vida saudável e uma rotina diária de exercícios físicos regulares, uma boa alimentação, monitoramento de glicose e visitas regulares ao seu médico. Segue abaixo um roteiro para se viver muito e melhor ainda com diabetes.

  • meal-timesFaça refeições regulares. Faça pelo menos três refeições, mais ou menos, na mesma hora todos os dias. Comer a cada quatro a cinco horas pode ajudar a controlar o açúcar no sangue. Sempre carregue com você algum tipo de alimento ou bebida que tenha de 10 a 15 gramas de carboidratos em que você possa consumir num caso de emergência (baixo nível de glicose).
  • variety-of-foodsComa maior variedade de alimentos. Escolha alimentos que atendam as necessidades nutricionais do seu corpo. Coma menos gorduras, menos açúcar e menos sal. Evite alimentos fritos. Alimentos assados, cozidos ou no vapor são mais saudáveis ​​para comer. Evite carne vermelha. Utilize produtos lácteos desnatados. Coma mais alimentos ricos em fibras, como legumes, frutas, pães integrais e cereais.
  • blood_testMonitore sua glicose no sangue  de duas a quatro vezes por dia, no mínimo, com um medidor de glicose no sangue. Utilize sempre seu glicosímetro para medir a glicose no sangue em casa. O teste de glicemia é realizado após uma punção em seu dedo com uma pequena agulha fina (lanceta), colocando uma gota de sangue em uma tira de teste descartável quimicamente ativa. Em seguida, basta colocar a tira em um medidor digital que este exibirá  num visor digital o seu nível de açúcar no sangue em poucos segundos.
  • a1c-testFaça um teste de A1C pelo menos uma vez a cada 3 meses. Isso ajuda a avaliar como está o seu controle do diabetes nos últimos meses. Basicamente este exame mede a quantidade de glicose que foi aderindo às suas células vermelhas do sangue. Cada célula vermelha do sangue é substituída por uma nova a cada 3 a 4 meses. Assim, este teste indica a altura dos níveis de glicose durante a vida das células. O objetivo é manter a A1C em torno de 6-7%. Se a maioria de suas leituras recentes de glicose no sangue têm sido quase normal (70 a 140mg/dl), o resultado do teste de A1C deverá ser o mais próximo do normal (cerca de 6-7%). Muitas leituras acima do normal vão fazer o teste de A1C ficar mais elevado .
  • Alcohol-TobaccoEvite álcool e tabaco. Eles podem causar problemas de saúde, especialmente se você é diabético. Álcool em excesso acrescenta calorias sem lhe dar qualquer nutrição. Beber álcool pode fazer uma reação cruzada com os medicamentos para diabetes e causar problemas. Sua glicose no sangue também pode cair drasticamente se você beber álcool com o estômago vazio após ter tomado insulina.
  • Seja ativo. A atividade física mantém você em forma e ajuda a controlar a glicemia. Pode também ajudar a prevenir problemas com o coração de fluxo de sangue, além, é claro, de ajudar  você a perder peso.

    MidAgeExercise_m_0828
    Pratique atividade física e obtenha muito mais disposição.
  • blog_high_blood_pressureMantenha um controle sobre a sua pressão arterial e colesterol. Tenha sua pressão arterial verificada de duas a quatro vezes por ano e verifique o colesterol (perfil lipídico em jejum) por pelo menos uma vez a cada ano. Se você tem diabetes, você está em maior risco de desenvolver pressão alta e colesterol alto, o que pode levar a outras doenças graves.
  • neuropatiaCuidado com os sintomas de danos nos nervos. É a chamada neuropatia diabética. A lesão nos nervos do corpo ocorre devido aos níveis elevados de açúcar no sangue dos diabéticos. Os sintomas podem incluir dormência e formigamento das extremidades, diarreia, disfunção erétil, perda de controle da bexiga, alterações na visão, tonturas, etc. Se você tem algum destes sintomas, informe a seu médico. Durante o exame físico, o médico irá verificar o quão bem você pode sentir o toque, dor, movimento, e também a sua força e reflexos. Se houver suspeita de lesão do nervo, um eletromiograma (EMG) e estudo de condução nervosa podem ser feitos.
  • neuropathy-imgCuide dos seus pés.  Danos nos nervos e má circulação são complicações comuns do diabetes. Isso faz com que os problemas do pé seja comum entre os diabéticos. Observe-os todos os dias para verificar se há sinais de lesões ou infecções. Evite andar descalço para reduzir o risco de lesões. Apare suas unhas em linha reta para ajudar a prevenir unhas encravadas. Mantenha seus pés quentes em todos os momentos.
  • gallery2Faça exame de vista a cada ano, para verificar seus olhos. O controle prolongado e inadequado da glicemia pode danificar e enfraquecer os pequenos vasos sanguíneos na retina (camada mais interna) do olho, uma condição chamada de retinopatia diabética. Ela pode causar visão turva, visão dupla e uma grave perda permanente da visão. Também aumenta o risco de desenvolvimento de cataratas e glaucoma.
  • mousekidneyVerifique os rins ao menos uma vez por ano, porque o diabetes pode causar danos aos vasos sanguíneos em seu rim (nefropatia diabética) e o risco aumenta se você tem diabetes e pressão arterial elevada. O primeiro sinal de nefropatia é a proteína na urina. Quando os níveis dos danos nos rins piora, a pressão arterial, colesterol e triglicérides sobem. Pode haver inchaço em seu corpo, em primeiro lugar em seus pés e pernas. Em um teste de albumina urinária sua urina é testada para a proteína ovalbumina. Ureia e creatinina na urina são os outros testes que podem ser realizados para verificar a função renal. Os danos nos rins, se for detectado nos estágios iniciais, podem ser retardados com o tratamento.
  • dentista2Vá ao dentista. Verifique a saúde de seus dentes e gengivas por pelo menos duas vezes ao ano. Diabetes pode afetar seus dentes, gengivas e cavidade oral também. O aumento do nível de açúcar no sangue aumenta o risco de cárie dentária. A doença da gengiva pode acontecer mais vezes, ser mais grave e demorar mais para cicatrizar se você tem diabetes.

 

http://health.india.com/


Similar Posts

Topo