Hospitais recrutam pacientes para testar redução de estômago contra hipertensão e diabetes

Oswaldo Cruz e HCor farão estudo por dois anos para comprovar eficácia; seleção está aberta

Os hospitais HCor e Owaldo Cruz, em São Paulo, estão recrutando pacientes para participar de um grupo de estudos que vai testar se a cirurgia de redução de estômago pode também servir para ajudar pacientes no controle da hipertensão e na “cura” do diabetes. Em ambos, a seleção está aberta aos interessados.

No HCor, os voluntários, entre 18 e 65 anos, devem ter obesidade grau 1 ou 2 — quando o IMC (Índice de Massa Corpórea) fica entre 30 e 40, e fazerem uso de pelo menos duas medicações contra a pressão alta em doses plenas. Eles serão acompanhados por dois anos.

De acordo com o cirurgião bariátrico Carlos Aurélio Schiavon, um dos coordenadores do projeto, serão estudados dois grupos de 30 pessoas com objetivo de comparar a eficácia de dois tratamentos. Um grupo irá se submeter ao bypass gástrico, no qual é feito grampeamento do estômago e desvio do intestino inicial para alterar o trânsito de alimento. Os demais continuarão controlando a pressão com medicação e orientação dietética.

— A gente sabe que existe um benefício na redução de estômago para melhor controle da hipertensão, porém não há estudos neste molde que faremos agora. A ideia fazer uma pesquisa com força cientifica para poder ampliar a cirurgia quem não consegue controlar a hipertensão.

Estima-se que 75% dos pacientes hipertensos recorram a duas medicações para o controle da doença, o que não só interfere no orçamento, como impõe dificuldades de adesão, acesso ao tratamento e efeitos colaterais indesejados.

Para o diretor do IEP (Instituto de Estudos e Pesquisas) do HCor, apesar de pesquisas internacionais atestarem os benefícios da cirurgia bariátrica no tratamento do diabetes, do colesterol e da apneia do sono, ainda faltam evidências mais robustas aconselhando o mesmo procedimento no caso da hipertensão. A pressão alta acomete 30 milhões de brasileiros, está relacionada à obesidade e é fator de risco para o infarto e o AVC (acidente vascular cerebral),  as duas principais causas de morte e incapacidade no país.

Se o estudo comprovar os benefícios da cirurgia de redução de estômago para pacientes neste perfil, Schiavon diz que as pessoas terão uma alternativa para melhorar a saúde.

— A obesidade é um fator no aparecimento da hipertensão. E o paciente tem dificuldade de perder peso, já que não há medicamentos para ele tomar. A sibutramina, por exemplo, que ajuda a perder peso é contraindicada para quem tem pressão alta. O tratamento para redução de peso se restringe a dieta e exercícios físicos e isso é uma dificuldade.

Diabetes também pode ser controlado com bariátrica

Assim como o HCor, o Hospital Alemão Oswaldo Cruz também abriu recrutamento para comprovar que a cirurgia bariátrica pode comprovar os benefícios do tratamento cirúrgico em comparação ao melhor tratamento clínico para doenças microvasculares decorrentes da diabetes tipo 2, como retinianas, renais e neuropatias. Para participar, os pacientes têm que ter a doença há 15 anos ou menos com IMC entre 30 e 35 kg/m2, sem obesidade mórbida, e que apresentam sintomas iniciais das doenças referidas.

De acordo com o investigador principal da pesquisa, Ricardo Cohen, as doenças retinianas em diabéticos, por exemplo, são a principal causa de cegueira no mundo. Além disso, podem progredir para lesões mais graves, comprometendo os grandes vasos. A técnica utilizada será o bypass gástrico (ou Y de Roux).

A expectativa é que os sintomas regridam parcial ou totalmente após o procedimento.

— Se comprovada a tese, que está embasada em relatos da literatura médica, será possível vislumbrar uma mudança de política na saúde pública, já que o tratamento cirúrgico demonstrará ser mais econômico e eventualmente apresentar maior eficácia do que o clínico a longo prazo. A primeira opção é o remédio, mas depois podemos recorrer a cirurgia.

A amostragem total será de 72 pacientes e a pesquisa está em fase de recrutamento.

Voluntários no HCor

Quem se interessar em participar da pesquisa, que terá dois anos de duração, poderá encaminhar e-mail para(estudobariatrica2013@gmail.com). Em seguida, terá de responder um questionário para que seja feita uma triagem pelos pesquisadores. Os pacientes submetidos à cirurgia bariátrica farão o procedimento gratuitamente assim como aqueles que receberão somente medicação.

Voluntários para o Oswaldo Cruz

Os pacientes que atenderem aos critérios e tiverem interesse em participar devem entrar em contato pelo telefone (11) 3549-0391 ou pelo e-mail iec.pesquisa@haoc.com.br.

 

http://noticias.r7.com/


Similar Posts

Topo