Divulgada novas diretrizes diagnósticas para 2013 no Canadá

A Associação de Diabetes canadense lançou suas Diretrizes de Prática Clínica para a Prevenção e Tratamento da Diabetes, no Canadá, para o ano de 2013 que visam melhorar as estratégias de prevenção e qualidade de atendimento para aqueles que vivem com a doença.

A taxa de diabetes no Canadá dobrou na última década, com um em cada três canadenses projetado para ter diabetes ou pré-diabetes em 2020. Sem uma gestão adequada, o diabetes pode levar a muitas devastadoras complicações secundárias, como doenças cardíacas, derrame, cegueira, insuficiência renal e amputações de membros, o que pode reduzir significativamente a qualidade e a duração da vida.

Estas novas orientações serão cruciais para o crescente número de pessoas afetadas pelo diabetes de costa-a-costa. Há também novas ferramentas interativas baseados na web para os prestadores de cuidados de saúde e pessoas com diabetes disponíveis em  guidelines.diabetes.ca. Estas ferramentas vão trazer as novas diretrizes para a vida, ajudando a simplificar a avaliação e personalizando o tratamento da doença.

As diretrizes foram desenvolvidas através de um rigoroso processo por um comitê técnico de 120 profissionais da área de saúde em todo o país. Eles cuidadosamente identificados, avaliaram e sintetizaram a mais recente evidência científica e depois fizeram recomendações de ação para as pessoas que vivem com diabetes e sua equipe de saúde.

Esta edição das orientações destaca o seguinte:

  • Novas abordagens, como a utilização do teste de A1C- como sendo a única medida prática da média de glicose no sangue para ajudar a diagnosticar pessoas com diabetes ou em risco de desenvolver diabetes sem a necessidade de se abster de comer por 12 horas.
  • Mais claros os critérios de diagnóstico: Sob as novas recomendações, as pessoas com um nível de A1C de 6,5% ou mais serão diagnosticadas com diabetes, e aqueles com um nível de A1C de 6,0% para 6,4% serão diagnosticadas com pré-diabetes.
  • Inovadoras maneiras de selecionar alvos de tratamento que reflitam a condição clínica e os objetivos pessoais do indivíduo. Por exemplo, conjuntos de fatores recém-definidos, tais como a idade, quanto tempo a pessoa vive com diabetes e se a pessoa tem doença cardíaca, irão ajudar a estabelecer planos de cuidados individuais para melhorar a qualidade de vida.
  • Novas formas de proteger as pessoas que vivem com a diabetes a partir de um ataque cardíaco, derrame e outras complicações relacionadas à diabetes. Ênfase na proteção vascular para todos os adultos que vivem com diabetes é recomendado e pode incluir estratégias de tratamento ativo para evitar complicações relacionadas como os vasos sanguíneos, incluindo novas ferramentas educacionais, a adoção de mudanças de estilo de vida e considerando o coração, protegendo-o com medicamentos.

Desenvolvido por especialistas em 19 diferentes disciplinas médicas, as diretrizes da Associação Canadense de Diabetes são reconhecidos internacionalmente, e a edição de 2013 oferece novas recomendações baseadas nas mais recentes publicações e dados clínicos publicados desde 2008.

Destaques e Orientações da Nova Prática Clínica para 2013

Triagem e diagnóstico de diabetes  – Conheça seu Número, Conheça seu Diagnóstico
Em um esforço para identificar os canadenses que não sabem se estão vivendo com diabetes ou pré-diabetes, as diretrizes oferecem mais maneiras de identificar se as pessoas estão em risco. Triagem para diabetes tipo 2 deve ser realizada a cada três anos para todos os canadenses com mais de 40 anos de idade, ou mais cedo e com mais freqüência em pessoas com fatores de risco.

Diabetes e Doença Cardiovascular –  Proteja seu coração (Conheça seu ABCDEF)
A doença cardíaca é a principal causa de morte e invalidez para pessoas vivendo com diabetes. As novas diretrizes encorajam as pessoas que vivem com diabetes a conhecerem seus ABCDEF da saúde do coração e trabalharem para educar as equipes de saúde para lidar com eles:

  • A – A1C (uma medida da glicemia média) no intervalo ideal
  • B – A pressão arterial ideal controlada
  • C – Colesterol em alvo gama
  • D – Drogas – coração, protegendo com medicamentos
  • E – Exercício e medidas de estilo de vida
  • F – Parar de fumar

Redução dos níveis de glicose no sangue –  Gerenciando sua glicemia
Gerenciar os níveis de glicose no sangue pode reduzir o risco de problemas de saúde relacionados com a diabetes. A Associação de Diabetes canadense recomenda que a grande maioria das pessoas que vivem com diabetes devem ser alvo de uma A1C de 7%. No entanto, podem haver situações em que a meta deve ser mudada para melhor atender ao indivíduo. Novas diretrizes definem os cenários específicos.

Recomendações adicionais das diretrizes de 2013 incluem estratégias específicas para a prevenção e controle do diabetes tipo 2 em crianças e povos indígenas, e novas abordagens para a prestação de cuidados integrados e eficazes de auto-gestão da doença.

 

http://www.benefitscanada.com/


Similar Posts

Topo