Dispositivo colocado no intestino ajuda a tratar diabetes tipo 2

Uma nova técnica minimamente invasiva obteve sucesso semelhante ao da cirurgia bariátrica no tratamento de pacientes com diabetes tipo 2. A pesquisa foi conduzida por especialistas brasileiros do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, em São Paulo.

O método, chamado de “manga intestinal endoscópica” ou “exclusão duodenal”, diminui a resistência à insulina. Ao longo de um ano, 75% dos 16 pacientes submetidos à operação tiveram uma redução significativa dos índices de glicemia.

A técnica consiste em implantar um dispositivo impermeável, chamado de “endobarrier”, para revestir o duodeno e excluir o papel dessa parte do intestino na digestão. “A comida entra e não tem contacto com a parede do intestino, isso faz com que órgão pare de fabricar hormonas produzidas nesta etapa, melhorando a produção de insulina pelo pâncreas”, explica Almino Ramos, presidente da SBCBM (Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e endobarrier2Metabólica).

Criado com base na cirurgia bariátrica, o método menos invasivo pode ser realizado por endoscopia ou videolaparoscopia. “Os resultados são semelhantes em ambas as abordagens. Portanto, para casos menos graves e iniciais de diabetes é mais indicado fazer por endoscopia, que é a opção menos invasiva. Já os mais complexos, quando há muito excesso de peso, o ideal é fazer a operação por vídeo”, recomenda Ramos.

 

http://portuguese.ruvr.ru/

 

PS do Editor TiaBeth: 

– Clique no link abaixo para obter relação de clínicas que realizam o procedimento.

http://brasil.whatclinic.com/cirurgia-bariatrica/brasil/revestimento-gastrointestinal-endobarrier


Similar Posts

Topo