Nova bebida promete emagrecer, tratar doenças e aumentar energia

A bebida à base de cetonas tem papel fundamental em vários aspectos da saúde

Um elixir que pode ajudar a eliminar peso, tratar doenças graves como diabetes, epilepsia e ainda confere dose extra de energia. Assim é descrita uma bebida criada por um professor em bioquímica fisiológica da Universidade de Oxford e chefe do Grupo de Pesquisa sobre o Metabolismo Cardíaco, do Exército Americano. A bebida é resultado de um estudo que tinha o objetivo de aumentar o desempenho mental e físico de soldados e que começou em 2003.

O líquido não traz nenhum ingrediente novo ou drogas, apenas substâncias produzidas pelo organismo humano, as cetonas, resultantes do processo de transformação da gordura em energia quando não há estoque de carboidrato disponível. Elas ajudam a manter os níveis de energia no cérebro e nos músculos. Por exemplo, é comum o corpo conter níveis mais altos de cetonas antes do café da manhã já que não recebeu alimentos por um período mais longo.

Kieran Clarke sintetizou essas substâncias em laboratório e afirma que a bebida à base de cetonas tem papel fundamental em vários aspectos da saúde.

Em um estudo feito com ratos, verificou-se redução no ganho de peso e também no apetite, em comparação com animais que não receberam a bebida a base de cetonas.

O professor Clarke também ministrou a substância em oito pessoas diagnosticadas com diabetes. Os voluntários receberam três doses da bebida diariamente e, em média, reduziram o peso corporal em 2%, além dos níveis de glicose, colesterol e gordura no sangue.

A bebida pode ajudar a controlar a epilepsia em crianças. Estudos preliminares mostram que dietas que favorecem a produção de cetonas são eficientes na redução de crises nos pequenos que não respondem bem ao tratamento com outros medicamentos. Parte do estudo de Kieran Clarke se baseou nesses registros. Uma dieta rica em gordura ajuda a reduzir o estímulo de sinais no cérebro e inclui óleo, manteiga, ovos, maioneses e queijo, além de quantidades muito pequenas de carboidratos.

O problema encontrado pelos especialistas é o de manter dieta do gênero por muito tempo, devido ao alto consumo de gordura e restrição de outras substâncias importantes, como vitaminas e sais minerais.

Cerca de um ano e meio atrás, a bebida foi testada em remadores. Um grupo recebeu o líquido e o outro não e ambos foram colocados em uma máquina que simula os movimentos do esporte. Os que ingeriram as cetonas remaram cerca de 50 metros a mais, no mesmo período de tempo.

Apesar dos benefícios apontados pela bebida, dietas que favorecem a produção de cetonas estão associadas a problemas como constipação e mau hálito, além de comprometimento do fígado, osteoporose, câncer e doenças cardíacas.

O professor Clarke acredita, no entanto, que o corpo possui um sistema de favorece o equilíbrio no uso das substâncias e que o uso das cetonas como fonte de energia é mais rápido e eficiente do que o da glicose. Ele afirmou ao jornal Daily Mail que cada grama das primeiras dá ao corpo 38% mais energia do que a segunda.

 

http://saude.terra.com.br/


Similar Posts

Topo