Cuidados com os pés são essenciais para diabéticos

No mês em que se comemora nacionalmente o combate ao diabetes, um dado preocupante a respeito da doença fica em destaque: 70% das amputações são realizadas em decorrência do diabetes mal controlado. Segundo a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia, são feitas aproximadamente 55 mil cirurgias para a retirada de membros no Brasil.

Para o acompanhamento da saúde dos pés dos diabéticos, as clínicas de podologia são uma opção para que problemas futuros com infecções e ferimentos sejam evitados.

Segundo a professora do Instituto Tecnológico de Capacitação em podologia, Joseane Lopes, os diabéticos devem evitar andar com sandálias, chinelos ou sapatos apertados.

“Os sapatos devem ser sempre confortáveis, já que os diabéticos possuem problemas com a circulação e com a cicatrização. Além disso, devem sempre cortar as unhas não muito curtas, com tesoura própria e em linha reta”, disse.

O primeiro local que a diabetes ataca é o pé, já que em função dos problemas com circulação essa área pode resultar na necrose do tecido.

“Os diabéticos não possuem grande sensibilidade nos pés. Mediante essa situação, as medidas de prevenção devem ser confirmadas. Uma das formas de controlar o aparecimento de problemas nos pés é a visita mensal ao profissional”, ressaltou.

Diante de algum ferimento, não é aconselhável que o diabético faça sua própria medicação.

“Não é indicado que as pessoas passem algum tipo de remédio na área que foi atingida, já que alguns remédios podem aumentar a gravidade do caso”, contou.

Em caso de surgimento de calos ou verrugas nos pés, o diabético não deve cortar ou mexer na área.

“Um equipamento que não foi esterilizado em autoclave pode resultar em contaminações sérias como o contágio de hepatite, que é uma doença que pode resultar na morte da pessoa”, frisou.

A podóloga ressalta que a população não pode esquecer que em casos de feridas ou outros problemas nos pés, um profissional capacitado deve ser procurado.

“Os diabéticos devem sempre enxugar os pés após o banho, além de examinar diariamente, verificando o aparecimento de bolhas, rachaduras, cortes, pele seca ou vermelhidão”, concluiu.

 

http://diariodovale.uol.com.br/


Similar Posts

Topo