Fatores sanguíneos podem proteger corpo contra o diabetes

Níveis de certas proteínas encontradas no sangue estão associados a risco reduzido de diabetes tipo 2. É o que aponta estudo realizado por pesquisadores do Albert Einstein College of Medicine da Universidade de Yeshiva, nos Estados Unidos. Resultados publicados na edição online da Diabetes têm potencial para levar a novas abordagens para combater a doença.

Estas proteínas são parte do chamado eixo IGF (insulin-like growth factor-1). Este eixo foi assim chamado porque tem efeitos biológicos semelhantes aos da insulina (hormônio que regula os níveis de glicose no sangue), mas tem um maior efeito sobre o crescimento de células do que a insulina. Os pesquisadores também analisaram os níveis de várias proteínas conhecidas como proteínas de ligação a IGF, ou IGFBPs, que podem ter fortes efeitos independentes do IGF-1.

Estudos anteriores levantaram a hipótese de que o eixo IGF pode influenciar o risco de desenvolver diabetes – ideia apoiada por estudos laboratoriais, com ratos e algumas pesquisas iniciais realizada em seres humanos. No entanto, segundo o co-autor sênior do estudo Howard Strickler, o presente estudo é primeiro a investigar a relação de vários componentes do eixo IGF ao risco de desenvolver diabetes.

 

 

Correio do Estado

 


Similar Posts

Topo