Estatinas podem aumentar risco para diabetes, diz FDA

As estatinas, usadas originalmente para baixar os níveis de colesterol alto, podem elevar o risco para o diabetes mellitus tipo 2.

 

O aumento, ainda que pequeno, foi reportado em pacientes que usaram o medicamento, o que motivou um alerta por parte da FDA, a agência de controle de alimentos e medicamentos dos Estados Unidos.

 

Lançadas nos anos de 1980, as estatinas se tornaram revolucionárias para a época por serem um dos primeiros medicamentos voltados para a redução do colesterol, um dos principais fatores de risco para o infarto e derrame.

 

Os fármacos estatinas entraram no mercado com grandes expectativas. Durante os últimos 20 anos, a indústria montou uma campanha promocional incrível – que num ápice, englobou cientistas, agências de publicidade, e os médicos profissionais, o que tornou as estatinas um dos fármacos mais vendidos de todos os tempos.

 

Agora dezesseis milhões de americanos tomam Lipitor, a estatina mais popular, e os funcionários da empresa farmacêutica afirmam que 36 milhões de americanos são candidatos à terapia de drogas com estatinas. O que atormenta a indústria é o aumento dos relatos de efeitos colaterais que se manifestam muitos meses após o início da terapia.

 

 

Jornal Floripa


Similar Posts

Topo