Irene M. Starck
Diabetes tipo: 2
Serra Negra - SP
A diabetes na minha vida:
Há pouco mais de 1 ano levei um susto. Estava andando pela calçada da praia, quando ainda morava em Santos, de repente olhei ao longe e a imagem estava meis distorcida e fiquei pensando acho que tenho que trocar as lentes dos óculos. Quando cheguei em casa, com uma sede arrasadora, me lembrei de medir a glicose pois tinha o aparelho da minha mãe que havia falecido no ano anterior. Estava com 345 e fiquei muito assustada. Até estabilizar tive que tomar insulina. Hoje estou bem, super controlada em média de 120, e tomo um glifage 500 por dia somente. Tenho tb hipotireoidismo e depressão, e com a morte da minha mãe descontrolou tudo e a diabetes chegou na minha vida, aos 62 anos.